Cadeira de rodas eléctrica: QUICKIE RUMBA E SALSA

Semana passada fui buscar as minhas novas cadeiras de rodas eléctricas. Escrevo "as", porque tive que pedir duas á minha seguradora. Uma de fácil transporte e outra para todo o terreno e mais potente. Estava um pouco apreensivo porque logo que as escolhi e experimentei, pedi algumas alterações e adaptações. E em Lisboa, experimentei-as já com as alterações, mas impossível dissipar todas as dúvidas em tão pouco tempo de uso. Agora depois de ter usado cada modelo, durante 3 dias, posso dar minha opinião e falar sobre elas.

QUICKIE RUMBA:

A Rumba foi a única cadeira de rodas eléctrica que encontrei fácil de desmontar. É dobrável como uma manual e assim facilita o transporte em porta bagagens de carros pequenos. Foi por isso que a pedi. Não tenho carro adaptado e sem uma cadeira com estas características era impossível sair de casa. Familiares e amigos têm veículos normais e em geral é com eles que viajo.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES: "simpática" é a palavra que a define. Nada especial, mas cumpre o que esperava dela. Muito fácil desmonta-la e transporta-la. Aconchegante q.b. Pedi com encosto anatómico, alteração do assento e braços.

QUICKIE SALSA:

Só fiquei decepcionado com a basculação. Quando o assento está numa inclinação que me deixa seguro e é a minha preferida, por segurança, cadeira só funciona na velocidade mínima. Assim como a dificuldade de enquadra-la com altura das mesas. Baixando a parte da frente, para encaixar por baixo de mesas altas, fico com tronco desequilibrado.
Também esperava mais do suporte de pés. Escolhi com apoio elevável electricamente e além de fazer um barulho acentuado a subir as pernas, é lento e pensei que subisse um pouco mais em altura.

De resto nada a apontar-lhe. Atinge uma velocidade muito boa, segura, cómoda, potente, luzes agradáveis, muito fácil usa-la em interiores e portas pequenas. Escolhi alteração nos braços e encosto anatómico (gostei).
Desvantagem é o tamanho. Só sairei com ela em carros adaptados. Não entendo porque as fábricas ainda não notaram que cadeiras monstruosas só nos complicam a vida. As manuais estão cada vez mais leves, eléctricas cada vez mais pesadas e difíceis de manusear.

Comentários

  1. Olá Eduardo,
    Só me resta desejar que estas 2 cadeiras sejam uma mais valia para tu poderes fazeres uma vida normal quanto possivel.
    Muito boa a tua apreciação, dado que ela pode ser mt util para futuros casos de utilidade.

    Grande abraço

    Miguel Loureiro

    ResponderEliminar
  2. Miguel, as cadeiras de rodas para nós são as nossas pernas. Elas têm que servir na perfeição. Impossível sentirmo-nos bem numa cadeira que não esteja realmente como desejamos e precisamos.
    Obrigado, amigo!
    Fica bem.

    ResponderEliminar
  3. Oiii Eduardo!!! Espero que aproveite bem as cadeiras, nenhuma cadeira de rodas é perfeitaa para o nosso corpo... Ainda estão longe da perfeição, mas a gente faz o possível para nos adaptar não é mesmo... Desejo sorte com as tuas novas cadeiras!!!

    Abraço e bom fim de semana!!!

    ResponderEliminar
  4. Concordo Tuigue.
    Mas deveria tentar melhora-las. São tão caras...
    Obrigado e fica bem

    ResponderEliminar
  5. Olá Eduardo Jorge

    Excelentes cadeiras foram as que escolhestes.

    Quanto á Salsa essa situação de ela quando está basculada andar na velocidade mínima isso pode ser alterado. Já perguntas-te á casa que as vendeu?

    Eu entendo a tua questão de as cadeiras eléctricas serem pesadas e muito grandes como dizes no caso da Salsa. Mas se assim não fosse não podias ter basculação, apoios de pés eleváveis, mais autonomia, mais potencia na cadeira, entre outros aspectos. Para se ter estas características é preciso estabilidade e isso automaticamente implica a cadeira ser mais pesada.

    Alguma coisa dispõe. Abraço

    Miguel Ramos

    ResponderEliminar
  6. Miguel, obrigado pelo comentário e informação que me deste no Fórum.
    Irei falar com quem me as vendeu sobre a basculação/velocidade. Fico é com receio que se alterar a velocidade, a segurança não seja a mesma.
    A RUMBA não se lhe pode exigir muito. Mas serve para o que desejo dela.
    A SALSA no inicio estava um pouco desiludido. Agora estou a ser surpreendido por ela na positiva. Boa cadeira.
    Saiu um novo modelo, mas ainda sei pouco sobre ela.

    Gosto da tua empresa. Ergométrica. Srº Armando Vitorino é um grande profissional.

    Fica bem e obrigado.

    ResponderEliminar
  7. Quanto á segurança a mesma não é afectada isto porque a cadeira pode ser programada para tal. Ou seja, o que está a acontecer agora é que á mínima basculação a cadeira entra em modo de segurança, baixando a velocidade, mas dá para programar para que a partir de uma certa angulação active esse modo de segurança. Podes ficar descansado que a segurança da cadeira não é afectada.

    Sim, realmente saiu um novo modelo da Salsa, que é a de 6 rodas "tracção central". A Ergómetrica já tem uma para avaliações com o sistema de elevação e basculação do assento. É uma cadeira muito idêntica á anterior só que de 6 rodas.

    Obrigado pelo elogio á nossa empresa, ficamos muito gratos que o nosso trabalho seja reconhecido.

    Se necessitares de algum esclarecimento ou de alguma coisa dispõe.

    Um abraço

    Miguel Ramos

    ResponderEliminar
  8. Entendi. Nesse caso vou fazer essa alteração.
    Mais uma vez obrigado pela informação.

    Fica bem

    ResponderEliminar

Enviar um comentário