O Céu Visto da Terra

Já imaginou se, de um dia para o outro, ficasse a saber que tem uma doença terminal e que essa mesma doença lhe iria provocar sofrimento até ao fim?

Em Portugal, a eutanásia e o suicídio assistido são proibidos e, por isso, são considerados crime de homicídio. O debate impõe-se numa altura em que se sabe que 39% dos médicos oncologistas defendem a legalização da eutanásia. É um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto que associa o facto à ineficácia dos cuidados paliativos em Portugal.

Morrer com dignidade é ainda uma miragem. Morre-se sozinho, longe de casa. Outros ficam à espera de uma vaga numa das 20 unidades de internamento de cuidados paliativos. Seriam necessárias pelo menos 100.
Para os que podem pagar, a alternativa é morrer em países como a Suíça, onde o suicídio assistido é permitido. Sabe-se que há já, pelo menos, 7 portugueses inscritos na associação

Fonte: ELA

Comentários

  1. Fico imaginando o sofrimento dessas pessoas, Eduardo.
    Quando a pessoa pensa em suicídio é porque sente que os seus sonhos não serão mais realizados, não tem mais força, desiste de tudo, não tem mais esperança. Seria tão bom se as pessoas acreditassem até no último segundo... No entanto só quem está passando por uma situação dessa, sabe o que isso significa. É triste demais!

    Abraços!

    ResponderEliminar
  2. Tão triste estar no fim da vida e não ter um fim digno!
    Imagina o sofrimento...isso leva-nos a pensar em todas as hipóteses.
    Fica bem

    ResponderEliminar

Enviar um comentário