Pequenas acções que fazem grande diferença!

Junta de Freguesia de Amora concorre a prémio europeu de acessibilidades.

A Cidade de Amora está a concorrer ao «Acess City», o primeiro prémio europeu para cidades acessíveis, que visa destacar todos aqueles que tomem as medidas mais eficazes, inovadoras e sustentáveis no sentido de melhorar a sua acessibilidade para as pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida.
Com esta iniciativa, promovida pela Comissão Europeia, destinada a cidades com mais de 50 mil habitantes, como é o caso da Amora, pretende-se enaltecer e divulgar as acções mais bem sucedidas, que permitem que as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida participem plenamente na sociedade.

«Cerca de 80 milhões de europeus são portadores de deficiência. Destes, 16 por cento estão em idade de trabalhar, enquanto que quase 70 por cento têm mais de 60 anos. Uma vez que a deficiência está tão relacionada com o envelhecimento, é provável que afecte todas as pessoas em determinada altura das suas vidas. Por isso, a acessibilidade é um elemento fundamental da política da União Europeia em matéria de deficiência», lê-se na candidatura, onde se recorda que «a acessibilidade aos edifícios públicos, transportes, informação e comunicação, incluindo tecnologias, pode assegurar benefícios económicos e sociais a longo prazo».

No projecto, que tem com lema «Pequenas acções fazem grande diferença», salienta-se a necessidade de melhorar a acessibilidade do meio edificado e dos espaços públicos, de forma a permitir o pleno acesso a todas as pessoas. «Os beneficiários deste programa são os munícipes residentes na Freguesia, através das intervenções realizadas pela Junta de Freguesia de Amora para garantir a acessibilidade na via pública, em edifícios de interesse público e nas habitações particulares», refere o documento, apresentado, no dia 23 de Setembro, à Comissão Europeia.

Esta autarquia compromete-se ainda a trabalhar no sentido de eliminar as barreiras arquitectónicas junto de transportes públicos e infraestruturas da Cidade, através do rebaixamento de passeios, sinalização das passadeiras, criação de lugares de estacionamento, incluindo lugares reservados a pessoas com deficiência, integração de grupos de acompanhamento de projectos estruturantes para a Freguesia, designadamente na área dos transportes públicos, de que são exemplo a Fertagus, o Metro Sul do Tejo, entre outros.

Para além destas acções, a Junta de Freguesia de Amora apoia financeiramente as instituições de solidariedade social que efectuam o transporte de pessoas com mobilidade reduzida em viaturas adaptadas.
Fonte: Junta de Freguesia de Amora

Comentários