Pavilhão CAB Madeira acolhe treinos de Boccia

O CAB Madeira e a Associação Portuguesa de Deficientes - Madeira (APD) assinaram ontem um protocolo de cooperação, válido por três anos, que permite às instituições efectuarem trocas de serviços para benefício dos seus membros.

Ao abrigo do protocolo rubricado por Francisco Gomes, presidente do CAB, e por Filipe Rebelo, presidente da APB, os membros desta instituição poderão utlizar o pavilhão do CAB para os treinos de Boccia, os quais irão decorrer às segundas e quintas-feira, entre as 13h00 às 15h30. Os membros da APD - Madeira terão também acesso livre e gratuito a todos os jogos das equipas seniores que disputam a liga portuguesa de basquetebol. Por outro lado, o CAB usufruirá dos meios de transporte disponíveis à APD, um apoio que será útil especialmente durante o Torneio do CAB agendado para este Verão e que irá reunir centenas de praticantes de basquetebol oriundos de várias zonas do mundo.

Francisco Gomes sublinhou ainda que o CAB “é uma casa de desporto que não se dedica apenas “a formar atletas, forma também pessoas para a vida”. Por isso a formalização do protocolo com a APD demonstra o interesse do clube “na luta pelas causas sociais”. Já Filipe Rebelo destacou o interesse do CAB em apoiar as actividades da APD abrindo as portas do Pavilhão para a prática desportiva, nomeadamente basquete e boccia, para pessoas portadoras de deficiência. Jornal da Madeira

Comentários