Principal estação do centro, General Torres, não tem elevadores nem escadas rolantes

Milhares de pessoas são obrigadas, todos os dias, a subir 64 degraus para sair da estação de comboios de General Torres, em Gaia, a gare mais próxima do centro da cidade e dos múltiplos serviços que se concentram na zona da Avenida da República.

Remodelada em 1994, a estação de caminho de ferro de General Torres, com saída para a Avenida da República, em Gaia, e aquela que mais perto se encontra da zona onde se situam serviços como tribunais, as Finanças e a Câmara, ente outros, nunca teve outro acesso que não fossem escadas.

Nunca teve elevador ou escadas rolantes, tornando-se um pesadelo para pessoas com mobilidade reduzida e inacessível para deficientes motores. Uma situação claramente em desrespeito para com a legislação nacional.

Ao todo são 64 os degraus que, todos os dias, milhares de pessoas são obrigadas a subir para dali sair, seja a caminho do trabalho, das aulas ou mesmo para apanhar o metro: defronte da estação fica uma paragem da Linha Amarela. JN

Comentários