Suíço confessa ter abusado sexualmente de 114 crianças e adultos com deficiência

Um homem suíço, cuja identidade é para já desconhecida, confessou ter abusado de 114 crianças e adultos com deficiência em lares durante mais de três décadas.

A investigação foi iniciada depois de duas das suas alegadas vítimas o terem denunciado, tendo a polícia helvética reunido fotos e vídeos que provam os abusos.

Segundo a agência ATS, o arguido já tinha sido investigado por abuso sexual em 2003, então por factos relatados por uma menina de 13 anos com deficiência mental, mas o inquérito acabou por ser fechado.

«Uma das questões centrais desta investigação é a forma como esses abusos passaram despercebidos durante tanto tempo», afirmou Gabriele Berger, chefe da unidade de investigações especiais da polícia de Berna.

O indivíduo, de 54 anos, que actuava sobretudo na área de Berna, trabalhou em nove lares e admitiu ainda oito casos de tentativa de abuso. A Bola

Comentários