CERCISA vai ter lar/residência para deficientes adultos


A Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas de Seixal e Almada (CERCISA) está prestes a abrir um lar/residência para cidadãos deficientes. O objectivo é acolher pessoas, maiores de 16 anos, sem estrutura familiar ou cujas famílias não tenham capacidade para dar resposta às suas necessidades.

Situado na Arrentela (concelho do Seixal), este equipamento social conta com o apoio das duas autarquias, sendo que a Câmara de Almada atribuiu 242 mil euros, além de ter suportado os custos do projecto de arquitectura e de especialidade.

O novo lar/residência terá uma capacidade para 19 utentes, provenientes dos concelhos de Almada e Seixal, e soma-se a um já existente na Charneca Caparica, da Associação Rumo ao Futuro, dirigido a pessoas deficientes dependentes. Uma realidade que, segundo o vereador António Matos, com o pelouro da acção social, «constitui uma resposta muito interessante e assume-se como um caso invulgar no contexto nacional».

Duas valências distintas
O equipamento tem duas valências distintas. O Lar, com capacidade para 14 pessoas, destina-se aos cidadãos com maior grau de dependência. Está equipado, além dos quartos, com sala de convívio/refeitório e cozinha.

A Residência autónoma, por outro lado, funciona como grande casa. Com capacidade para cinco utentes, dispõe de uma cozinha e sala, garantindo todas as condições para uma vivência autónoma por parte dos utentes, com o devido apoio da instituição.

Fonte: CMA

Comentários