Cortes nas bolsas do ensino superior atingem até 90% dos alunos


Na Universidade do Porto 92% dos alunos sofreram cortes e no Algarve, o valor médio das bolsas caiu 990 euros.

A grande maioria dos estudantes bolseiros de ensino superior viram o valor da sua bolsa encolher no ano lectivo de 2010/2011. A Universidade do Porto foi, entre as onze instituições contactadas pelo Diário Económico, a mais afectada pelos cortes. Dos 660 bolseiros da universidade, cerca de 92%viram o valor médio deste apoio social diminuir em 320 euros anuais e apenas 8% conseguiram uma bolsa mais elevada - o valor médio da bolsa ascende a 1.800 euros anuais.

Mas foi na Universidade do Algarve que o valor médio das bolsas mais desceu, tendo o corte chegado aos 990 euros anuais. No passado ano lectivo, a média da bolsa rondava os 2.350 euros e este ano lectivo é de 1.360 euros, por ano. Já a Universidade de Aveiro terá sido a instituição com a percentagem de alunos bolseiros menos afectados com estes cortes, ainda que tenha chegado aos 50%. Nesta instituição, o valor médio da bolsa diminuiu 640 euros anuais.

Fonte: Económico

Comentários