Lagos - construção de lar residencial para adultos com deficiência


A câmara municipal de Lagos e o Núcleo de Educação da Criança Inadaptada (NECI) assinaram esta quinta feira um protocolo de colaboração destinado à construção de um lar residencial para pessoas com capacidade reduzida na freguesia da Luz, com inauguração prevista para 2012.

A cerimónia contou com as presenças de vários convidados, nomeadamente os responsáveis máximos pelo NECI, a presidente, Maria Eduarda Santos e o vice-presidente, José Manuel Campos, o diretor do Centro Distrital de Faro do Instituto de Segurança Social, Arnaldo Oliveira, o diretor regional de Educação do Algarve, Luís Correia, entre outras personalidades.

O Lar Residencial da NECI na Luz corresponde a um edifício a implantar num lote de 5000 m2, em terreno cedido pela autarquia.

Este futuro equipamento tem como objetivo acolher 24 utentes, dentro das melhores condições de habitabilidade, e destina-se a alojar jovens e/ou adultos com qualquer tipo ou grau de deficiência, com idade igual ou superior a 16 anos, impedidos temporária ou definitivamente de residir no seu meio familiar.

Segundo o «vice» do NECI, o investimento no equipamento será superior a 959 mil euros, dos quais 648 mil euros são respeitantes a comparticipação do PIDDAC e 520 mil euros relativos a comparticipação privada. O valor do projeto de arquitectura e construção, 139 mil euros, será suportado pela edilidade lacobrigense. Quanto a postos de trabalho, serão criados 28.

A presidente da IPSS, Maria Eduarda Santos, recordou: “O sonho do lar residencial já vem de há dez anos, mas só agora começa a tomar realmente forma. O primeiro projeto tinha três pisos, que foi perdendo até ficar apenas com o piso térreo. O mais importante é que vai arrancar e o apoio da autarquia tem sido pedra basilar.”

A dirigente associativa não quis deixar de agradecer e enaltecer “o contributo fundamental da comunidade estrangeira, principalmente, a da Vila da Luz, que se tem mostrado sempre disponível para ajudar o NECI”.

O presidente da câmara de Lagos, Júlio Barroso, frisou que “apoiar os mais desfavorecidos não pode nunca, como alguns dizem, constituir um fator de pobreza, mas sim de enriquecimento e de grandeza humana de uma nação”.

O autarca recordou as inúmeras reuniões com a secretária de Estado da Reabilitação, Idália Serrão, enaltecendo o seu empenho e lembrando que foi “a representante do Estado que possibilitou e tornou numa realidade um protocolo onde ficaram definidos os fundos que o estado poderia entregar a este projecto”.

Segundo Barroso, tendo em conta todos os caminhos legais a percorrer para a concretização deste equipamento, começando pela abertura de concurso público para a empreitada, a conclusão do mesmo está prevista para o final do verão de 2012.

Fonte: Diário Online

Comentários