Afonso faz fisioterapia em Cuba


Afonso, a criança de oito anos que sofre de uma doença rara (nasceu com os cromossomas 13 e 14 juntos) e que não fala nem anda, parte hoje para Cuba, país onde vai reiniciar as sessões de fisioterapia intensiva.

Carlos Fernandes, pai de Afonso, afirmou ao CM que os tratamentos em Cuba têm "feito bastante bem" ao menino, pois as sessões "duram várias horas". Em Portugal, a fisioterapia "só dura meia hora, o que é pouco".

Os custos da viagem e da estadia ascendem a cerca de 10 mil euros por mês, uma verba "suportada com a solidariedade de cidadãos e de autarcas do Cacém", onde a família reside.

Carlos Fernandes acrescentou que no dia 19 de Junho realiza-se um espectáculo no Centro Paroquial de Rio de Mouro para angariar verbas para ajudar a suportar os custos da deslocação a Cuba. "O Estado não ajuda nas despesas", lamentou o pai.

Fonte: As Rodinhas

Comentários

  1. O estado ajudar este infeliz? Nem pensem amigos! O que o estado deveria de gastar na ajuda deste menino, faz falta para um dos amortecedores do TGV que vem aí qualquer dia.
    Este país, é dividido em duas partes. Uma é, a dos ricos, outra é, a dos pobres. Os pobres, não têm estado. O estado, é só dos ricos. E se o estado, pensar o contrário, os ricos fojem todos para fora do país e levam o dinheirinho com eles... Amigos! isto é, só um desabafo, que não chega a lado nenhum. O estado está tão comprometido com os projetos milionários e com as dívidas que com os milionários contrairam, que nem dinheiro tem, para dar um reboçado a um pobre. Temos de ser nós pobres, a ajudar-nos uns aos outros. Se me quiserem castigar pelo meu comentário, estou ao dispor. Nel Monteiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso tudo. Completamente de acordo.
      Toca lá a ajudar-nos uns aos outros.
      Fique bem e obrigado pelo comentário

      Eliminar

Enviar um comentário