Feira da Solidariedade em Abrantes


A Feira da Solidariedade realiza-se na Praça Barão da Batalha, ao longo do dia 19 de Maio, com o duplo objectivo de promover a recolha de bens destinados a famílias carenciadas, ou de maior vulnerabilidade social, sinalizadas pelas instituições do concelho que trabalham na área social e divulgar a actividade de instituições que actuam no concelho e os seus mecanismos de intervenção social.

Espera-se o envolvimento e a mobilização da comunidade que pode participar contribuindo com a entrega no local de produtos alimentares, de higiene, mas também livros, brinquedos, etc. Ao longo do dia serão também realizados vários rastreios e recepcionadas inscrições para o Banco de Voluntariado.

A iniciativa é promovida pela Rede Social, com a colaboração da Câmara Municipal, envolvendo meia centena de parceiros, incluindo IPPS; Juntas de Freguesia; associações sociais, culturais e desportivas.

A Feira da Solidariedade acontece no âmbito da passagem por Abrantes da “Chama da Solidariedade”, acção promovida pela Confederação Nacional das Instituições Sociais e pela União das IPSS de Santarém. É uma iniciativa nacional que pretende sensibilizar pessoas e entidades para uma cultura de solidariedade activa. A “Chama da Solidariedade” chegará ao concelho às 16h00 do dia 19 de Maio.

Será recebida pela presidente da Rede Social, Celeste Simão, na Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes (Mouriscas). Durante três horas percorrerá algumas freguesias do concelho e será transportada por representantes de associações, clubes desportivos e instituições, associando o gesto da participação voluntária através de várias modalidades desportivas.

A chama será transportada de moto, em 4 L, de canoa, a cavalo, de jipe, a pé (atletismo) e em bicicleta (BTT), culminando o percurso na Praça Barão da Batalha, onde decorrerá uma largada de pombos.

Entre as 16 e as 23h00 realizam-se diferentes momentos musicais, apresentados por animadores/jornalistas das duas rádios locais, com a participação de entidades culturais do concelho.

Fonte: Maior TV

Comentários

  1. Ainda se isto viesse levantar os problemas para todos os portadores de deficiência é que era bom mas os próprios governantes desta zona nem lá aparecem e isso é o mais triste pois não há dinheiro para dotar o país de condições para nós mas para os administradores da carris renovarem os carros já há entre outras coisas.

    ResponderEliminar
  2. Olha que estive na última feira, que aconteceu em Torres Novas, e vereadora da Acção Social, da CM de Abrantes, Celeste Simão, estava lá.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  3. Amigo este era o local ideal para vendermos os meus livros, antes da Marcha, para ajudar a juntar fundos para pagar despesas...mas agora ja não vou a tempo :(
    Na Covilhã vendemos poucos mas foi muito bonito...só que parte da receita reverteu para a APD-Covilhã e o que sobrou mal deu para pagar as minhas despesas.
    Sorry...Eu a Santarem posso ir e vir no mesmo dia (6ªfeira por exemplo), porque não pensas nisso para antes da Marcha. Eu alinho :)
    Bjs e mta Luz
    Isa

    ResponderEliminar
  4. Sempre disponivel para ajudar...vou contactar-te por e-mail.
    Fica bem

    ResponderEliminar

Enviar um comentário