Rovisco Pais com unidade de cuidados continuados de convalescença

O secretário de Estado da Saúde, Oscar Gaspar, visitou na última sexta-feira o Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro - Rovisco Pais (CMRRC-RP), na Tocha, para inaugurar a Unidade de Cuidados Continuados de Convalescença (UCCC) na tipologia de convalescença. Esta UCCC, com 30 camas, destina-se a doentes de AVC e de Ortopedia que necessitam de reabilitação intensiva.

Pioneira na forma como aborda a prestação de cuidados continuados a vítimas de AVC's ou em recuperação de pós-cirurgia do aparelho locomotor, a UCCC pretende afirmar-se, também, pelo curto tempo dos internamentos.
Trata-se, segundo Manuel Teixeira Veríssimo, presidente do Conselho de Administração do CMRRC-RP, de uma tendência geral na prestação de cuidados de Saúde, a qual, para além da diminuição dos custos, traz claras vantagens para os doentes. O médico adiantou que “só são internados os pacientes com capacidade de reabilitação”.
O utente será avaliado antes de ser admitido, durante a fase de recuperação e até que seja atingida a margem de progressão prevista, em que deixa de fazer sentido continuar internado, e é depois submetido a um trabalho de reabilitação intensivo e diário, de acordo com as suas possibilidades e com a prescrição clínica, até que os objetivos definidos sejam alcançados. Trata-se do processo que permite obter resultados em menos tempo e, assim, diminuir o período de internamento.
Manuel Teixeira Veríssimo congratulou-se ainda com o facto da construção daquela unidade ter sido concluída antes do prazo previsto e sem qualquer derrapagem do custo e frisou que a inauguração é como “um passo na consolidação” do Rovisco Pais. Enalteceu ainda a importância da parceria entre o Centro de Medicina de Reabilitação e a Unidade de Missão de Cuidados Continuados.
Oscar Gaspar regozijou-se com “o dinamismo e a capacidade de iniciativa” evidenciados pelo Rovisco Pais e João Moura, presidente da Câmara de Cantanhede, agradeceu o empenho posto na consolidação do Centro de Medicina de Reabilitação por Júlio Oliveira, presidente da Junta de Freguesia da Tocha, e pelos médicos José Tereso e Santana Maia, anterior líder do Rovisco Pais.
Através da assinatura de um contrato-programa, englobado num conjunto de outros ao nível da região Centro, cujo valor é de quase 946 milhões de euros para 19 unidades de saúde, o governo assegura ao CMRRC-RP uma comparticipação financeira de quatro milhões e meio de euros.

Fonte: Independente de Cantanhede

Comentários