João Matias e a falta de acessibilidades na Benedita


“Tenho feito palestras em colaboração com a Associação Salvador sobre a acessibilidade e integração de pessoas com deficiência e as pessoas ficam um bocado incrédulas como é que há tantas barreiras arquitectónicas sem solução”, contou João Matias, de 23 anos, deficiente motor congénito derivado de espinha bífida.

É na vila da Benedita, onde reside, que no dia-a-dia é confrontado com imensos obstáculos, como passeios sem rampas de acesso com a devida inclinação, para não ser necessária a ajuda de terceiros, tampas de esgotos sobressaídas que tornam o piso irregular, escadarias enormes, que impedem o acesso à sede da Junta de Freguesia, onde uma funcionária teve de descer do primeiro andar para o atender, e até impossibilidade de colocar o lixo nos contentores.

Dependente da cadeira de rodas, desabafou: “A minha solução é andar na estrada, com risco de ser atropelado”.

A Junta de Freguesia da Benedita está empenhada em resolver os problemas, revelou a presidente, Maria José Filipe. A autarca reconhece que quando João Matias se quis recensear, onde está a secretaria. Por essa razão, em Setembro deste ano, a secretaria vai mudar para o rés-do-chão, depois de desocupada uma sala cedida à Universidade Sénior, que se transfere para o novo Centro Escolar.

“Alguns passeios estão a ser alvo de melhoramentos e estamos a tirar sinais de trânsito que impedem a passagem. Quanto aos contentores, vamos dar conhecimento à empresa a quem foi adjudicado o serviço de recolha”, anunciou a presidente da Junta.

A acabar licenciatura em Educação e Comunicação Multimédia na Escola Superior de Educação de Santarém, João Matias está a estagiar como designer gráfico numa empresa na Benedita.

Operado uma hora depois de nascer senão teria morrido, ficou com marcas para sempre na sua vida. A locomoção é a principal deficiência, mas João Matias não deixou de se empenhar em também deixar outras marcas na sua vida.

“Sinto-me muito útil à Associação Salvador, que me abriu várias portas. Estou em negociações com um realizador para um documentário sobre a minha vida ou mesmo uma novela com uma personagem à minha medida”, deu a conhecer.

Em conjunto com as colegas Filipa Agostinho e Alexandra Vicente, no âmbito da cadeira de ‘Publicidade e Marketing’, o jovem está a desenvolver um aparelho para surdos ouvirem música através da vibração. O ‘Vibe 4 life’, nome do aparelho, está, neste momento, guardado numa gaveta, à espera que alguém financie o protótipo e o insira no mercado.

Fonte: Deficiente Fórum

Comentários

  1. Divulgo o meu site pessoal em www.joaomatias.pt.to

    ResponderEliminar
  2. E eu aconselho-o.
    Boa sorte, João.
    Fica bem e até Sábado. Será um prazer conhecer-te.

    ResponderEliminar
  3. Meus amigos mais uma situação que devia envergonhar os governantes deste país e as pessoas que nele vivem infelizmente não é só na Benedita há por aí muitos sítios onde a carapuça serve e mais diria eu que é hora de se unir-mos senão daqui a 50 anos estamos a debater os mesmo assuntos e que outras formas de luta se devem seguir á grande marcha do dia 11 além disso penso ser fundamental á aceitação dos pais o seu apoio e o assumirem que a pessoa tem problemas e deviam ser os primeiros a dizer eu quero ir dia 11 de Junho pois se fosse tudo que neste país que tem problemas no dia a seguir neste país tinha-se vergonha mesmo e secvalhar vai ter na mesma pois eu já não durmo mais e vou á luta.

    ResponderEliminar
  4. Tens razão Vitor!
    Mas maioria reclama e nada faz...assim não vamos longe.
    Quanto á Marcha ainda ontem recebemos a noticia que do Algarve vem um autocarro cheio. E inscritos já somos mais de 400.
    Para uma 1ª vez e organizado por quem não tem recursos nenhuns, não é nada mau.
    Fica bem e até Sábado

    ResponderEliminar
  5. Ola boa tarde, sou a Ana, posso nao ser Tetraplegica, mas gostaria de ajudar,vi a reportagem e fiquei a chorar, como a pessoas neste mundo tao novas assim. Beijos e que tudo vos corra bem.

    ResponderEliminar
  6. Ana, obrigado pela disponibilidade.
    Contacte o João. Tem contactos dele no seu site.
    Fique bem

    ResponderEliminar

Enviar um comentário