Trabalhadores de hospital privado detidos por torturarem doentes com deficiência

Quatro trabalhadores de um hospital privado britânico, em Bristol, foram detidos pela polícia local por terem torturado doentes autistas e com problemas de aprendizagem. Veja o vídeo.

A detenção ocorreu após a divulgação pública, pela rede de televisão BBC, de filmagens clandestinas, nas quais se pode constatar o tratamento violento dado a alguns dos doentes mais vulneráveis do hospital Winerbourne View.

Com efeito, uma equipa de reportagem do programa "Panorama" conseguiu, durante cinco semanas, colher imagens do interior do hospital privado.

Nelas pode-se ver doentes a serem esbofeteados e levados à força e totalmente vestidos para os duches. Num dos casos testemunhados, vê-se uma jovem de 18 anos a ser insultada, puxada pelos cabelos, pontapeada e molhada com água fria enquanto estava vestida.

O programa contou com a participação de um psicólogo clínico que, após visionar as imagens, expressou indignação e disse que os maus tratos equivaliam a "torturas".

Além da detenção de quatro trabalhadores, a empresa proprietária do hospital viu-se obrigada a apresentar desculpas publicamente e despediu 13 funcionários.

No momento em que decorre no país um debate público sobre a privatização dos sistemas de saúde, o jornal "Financial Times" realizou uma investigação sobre a oferta pública e privada no âmbito da prestação de cuidados de saúde. O trabalho de investigação concluiu que os serviços públicos oferecem melhor qualidade do que os privados.

Fonte: JN

Comentários

Enviar um comentário