Tudo o que precisa saber sobre a Marcha pela Igualdade


Um grupo de pessoas com deficiência vai desfilar, no sábado, na Avenida da Liberdade, em Lisboa, numa marcha de protesto que visa alertar o poder político e a sociedade civil para a igualdade dos seus direitos.

Em declarações à agência Lusa, Eduardo Jorge, um dos mentores da iniciativa, adiantou que o objectivo do desfile é “mostrar às pessoas que os deficientes lutam pelos seus direitos”.

“Queremos sensibilizar o poder político e a comunidade para não deixar adormecer esta causa e mostrar que somos parte activa, não ficamos quietos na inércia e vamos tentar com que as nossas reivindicações sejam ouvidas”, sustentou.

Eduardo Jorge, tetraplégico, explicou que a iniciativa surgiu de uma ideia conjunta com dois amigos, também eles deficientes que integram uma comunidade online, que diariamente se confrontam com obstáculos “graves” e que devem ser contornados.

“Há mais de um ano que estávamos a tentar organizar esta marcha porque verificamos que a nível de associativismo não há grandes intervenções para resolver os nossos problemas”, contou.

Sem ligação a nenhuma força política, religiosa ou associativa, como faz questão de frisar, Eduardo Jorge esclareceu que “o principal objectivo é mostrar à sociedade que a deficiência existe, é vivida todos os dias e os direitos devem ser iguais para todos”.

“Resolvemos mobilizar-nos e sair para a rua na tentativa de criar um movimento vivo e unido em prol de uma sociedade mais justa e inclusiva e, por isso, vamos caminhar para que aceitem as nossas diferenças, mas principalmente que nos deixem fazer parte deste mundo e com ele interagir”, concluiu.

“Caminhamos na diferença por direitos iguais” é o mote de partida daqueles que irão marchar na Avenida da Liberdade, em Lisboa, no sábado, a partir das 14h00, numa marcha que se diz ser “pela igualdade”.

Fonte: Jornal Público

AOS PARTICIPANTES NA MARCHA PELA IGUALDADE:

ESTACIONAMENTO: Por sugestão da Policia de Segurança Publica, devem estacionar vossos veículos na Alameda Edgar Cardoso. Aos que se conseguem deslocar até á Avenida da Liberdade, sem ajuda, podem faze-lo porque trajecto da Alameda Edgar Cardoso até á Avenida da Liberdade (local do inicio da Marcha), tem passeios rebaixados. É acessivel.

Quem preferir pode entrar com seu veículo dentro da Avenida, trânsito estará cortado, mas PSP autorizará acesso aos participantes. Só não é autorizado ficarem veículos estacionados.

Se tiverem necessidade de após a Marcha, no Rossio, serem transportados até vossos veículos, haverá transporte adaptado. Isto se não tiverem quem vos venha buscar. Acesso será livre a participantes.

WC ADAPTADO:

Haverá WC adaptado portátil no Rossio.

VOLUNTÁRIOS:

Estarão identificados. Não hesite em pedir ajuda.

MARCHA É DE TODOS:

Após o desfile, junto ao palco no Rossio, teremos cadeiras e toldes para quem quiser descansar e um microfone sem fios disponivel para quem quiser intervir. Debate será livre e informal.

APOIO:

Teremos cadeiras de rodas livres para quem precisar. Só terá que se dirigir aos voluntários ou organização. Se não a conseguir conduzir sozinho, peça ajuda.

Se tiver algum problema de saúde, teremos apoio médico.

Faça desta Marcha pela Igualdade, um acontecimento inesquecivel. Todos juntos e unidos seremos mais fortes.

Qualquer dúvida não hesite em contactar-nos: Marcha pela Igualdade

Comentários

  1. Amigo ja estou em pulguinhas :)
    Acho que o livro devia ser mesmo vendido a 14€ e os 4€/livro seriam da organização da Marcha.
    Depois decidimos o que fazer ok.
    Bjs e ate breve
    Muita Luz
    Isa

    ResponderEliminar

Enviar um comentário