Associação de Deficientes entrega 12 cadeiras de rodas


A delegação da Madeira da Associação Portuguesa de Deficientes vai entregar no próximo mês mais 12 cadeiras de rodas adquiridas no âmbito da campanha 'Dê uma tampa à indiferença'. O anúncio foi feito esta manhã pelo presidente da delegação madeirense, Filipe Rebelo, durante a cerimónia de assinatura de um protocolo com o Centro Comercial Dolce Vita que possibilitará a colocação de um ponto de recolha de tampas naquele espaço comercial. Uma cerimónia que contou com a presença do secretário regional de Educação e da director regional de Educação Especial.

"O principal objectivo deste protocolo é divulgar, cada vez mais, a recolha das tampinhas. A nossa sede fica um pouco escondida e o Dolce Vita, sendo um local de referência, associámo-nos ao Dolce Vita para possamos ter mais toneladas para ajudar mais famílias com necessidades especiais através de cadeiras de rodas, material ortopédico ou vouchers", diz Filipe Rebelo acrescentando que até ao momento já foram recolhidas cerca de "20 mil quilos de tampas".

Filipe Rebelo afirma não ter presente o número de pessoas que já foram apoiadas no âmbito desta campanha. "Já ajudámos imensas pessoas. Já recolhemos nestes dois anos cerca de 20 mil quilos de tampas. De há um ano para cá tem havido mais aderência dos Bombeiros, polícia, Horários do Funchal, escolas, Câmaras, Juntas de Freguesia e centros de saúde". Além destas entidades há ainda a a contabilizar o contributo dado por imensas pessoas anónimas a esta causa.

O director do centro comercial Dolce Vita, Roberto Xavier, realçou a importância desta campanha de recolha de tampas para ajudar pessoas portadoras com deficiência e garantiu todo empenho do espaço comercial que dirige em dar todo o apoio na recolha de mais tampas.

"Este vento marca um novo ciclo na camapnha 'Dê uma Tampa à Indiferença' e foi exactamente o que nós, Dolce Vita Funchal, pretendemos fazer no âmbito da nossa política de sustentabilidade". A adesão e decisão de participar nesta campanha surgiu na sequência de conversas mantidas com a Associação Portuguesa de Deficientes. "Verificámos que este é um projecto de extremo interesse porque, para além da componente social, também tem uma vertente de reciclagem."

Segundo Roberto Xavier esta parceria reveste-se de "extrema importância" para o Dolce Vita. "Achamos que tendo o potencial das milhares de pessoas que nos visitam por dia será muito grande e pensamos que no futuro a associação vai ter um problema de logística tantas serão as tampas recolhidas".

O secretário regional da Educação, Francisco Fernandes, elogiou a parceria assinada e a campanha em curso com o objectivo de apoiar as pessoas portadoras de deficiência. Francisco Fernandes mostrou-se algo surpreendido com o sucesso desta campnaha e sublinhou que "neste momento a dificuldade já não é ter as tampas, mas sim de as transportar e conseguir trazer as cadeiras".

Francisco Fernandes salientou ainda que "este é um movimento imparável" e afirmou estar "certo que aqui neste local será um sítio priviligiado para fazer crescer esta ideia". Uma ideia que, complementou, "não passa por instituições de grande dimensão como esta, mas também pela contribuição de cada um".

Fonte: Dnoticias

Comentários