Monção: Câmara aposta na eliminação das barreiras arquitetónicas

A identificação de barreiras arquitetónicas e a sensibilização para a necessidade de as eliminar são os principais objetivos do Plano Municipal de Promoção da Acessibilidade de Monção, que na sexta-feira será apresentado publicamente, foi hoje anunciado.

O plano, cuja apresentação será presidida pelo secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social, Marco António Costa, resulta de uma candidatura do município ao Programa Rampa (Regime de Apoio aos Municípios para a Acessibilidade).

Uma das vertentes do plano será a deteção dos problemas existentes no concelho no acesso a bens, serviços, espaço público, transporte e novas tecnologias de informação.

O plano também definirá medidas estratégicas para a eliminação das barreiras arquitetónicas e apresentará ações estruturantes que garantam a eficiência das intervenções futuras.

O desenvolvimento de ações de sensibilização e de formação sobre a problemática das barreiras é outra das apostas do plano.

Serão realizadas sessões de participação pública, campanhas de sensibilização para a comunidade, ações de formação para técnicos autárquicos, gabinetes projetistas locais, operadores de transporte, turismo e comércio.

“O objetivo geral é a eliminação de barreiras arquitetónicas, urbanísticas e psicológicas, projetando Monção como um município aberto e acessível a residentes e visitantes”, refere um comunicado da autarquia.

O Programa Rampa visa apoiar as autarquias na elaboração de planos locais ou regionais que promovam as acessibilidades físicas e arquitetónicas no espaço público.

Fonte: Correio do Minho

Comentários