Traumatismo Crânio-Encefálico: Mesa redonda na Gulbenkian

"Parcerias - a partilha de valias e valências para o encontro de soluções no apoio à família / cuidador e vítima de TCE"

No dia 3 de Outubro de 2011, na Fundação Calouste Gulbenkian vai realizar-se a 2ª Mesa Redonda organizada pela novamente, cujo tema é "Parcerias - a partilha de valias e valências para o encontro de soluções no apoio à família / cuidador e vítima de TCE". Trata-se da anual sessão de trabalho que tem como principais objectivos:

I) Manter a discussão iniciada na sessão do ano passado;

II) Partilhar o trabalho feito pela novamente na sequencia da última sessão de trabalho, (incluindo frutos de parcerias com os presentes);

III) Partilha de experiencia de um parceiro na busca de soluções na reabilitação cognitiva;

IV) Debater medidas a ter no conjunto dos presentes para o transporte de experiencias positivas apresentadas e não só.

Os participantes convidados serão entidades com responsabilidades e vocações de apoio nas várias etapas que uma família e seu sobrevivente de TCE atravessam.

A novamente terá o papel de organizador e agente potenciador de debate. A Fundação Calouste Gulbenkian na área do seu Serviço de Saúde e Desenvolvimento Humano acompanha e participa desta sessão.
Sobre a novamente:

Novamente, é a ASSOCIAÇÃO DE APOIO AOS TRAUMATIZADOS CRÂNIO-ENCEFÁLICOS E SUAS FAMÍLIAS.

O Traumatismo Crânio-Encefálico, segundo os cientistas, é a "epidemia silenciosa" das últimas décadas. Só em Portugal temos 15 casos graves a cada dia que passa. As principais causas na faixa activa dos 15 aos 45 anos, para a qual a associação está mais focada, são acidentes rodoviários. Outras causas comuns em Portugal são: acidentes de trabalho, acidentes desportivos, crimes e quedas.

Criada em 2010, a nossa associação visa informar, dar apoio, defender e ajudar a encontrar soluções para cuidadores (pais, mulheres e irmãos) e sobreviventes de TCE. Também temos como missão e papel activo a prevenção e potenciador de ligação entre entidades que trabalham com as famílias cuidadoras e sobreviventes.

Enviado por e-mail

Comentários