A Patrícia precisa de uma nova cadeira


Portadora de uma deficiência física e mental profunda desde o nascimento, Patrícia Silva, que completa 21 anos no sábado, 26 de Novembro, necessita de uma nova cadeira articulada que lhe dê uma maior qualidade de vida.

Um grupo de cidadãos e autarcas locais, sensibilizados pelas dificuldades económicas da família da jovem e pela demora da Segurança Social em conceder-lhe as chamadas ajudas técnicas, decidiram lançar uma campanha de solidariedade que visa angariar os cerca de 4.600 euros necessários para adquirir o material ortopédico.

A iniciativa partiu de Patrício Tatá, residente em Alcanhões, que frequenta diariamente o mesmo centro de fisioterapia onde Patrícia Silva é seguida, em Santarém. Ao reparar que a actual cadeira da jovem, que tem um grau de incapacidade atestado de 95%, não oferece quaisquer condições de conforto ou de mobilidade, teve a ideia de lançar um movimento de ajuda que contou logo com o apoio do seu pai, José Nunes Tatá, e das duas fisioterapeutas que acompanham Patrícia Silva, Elisabete Mateus e Paula António.

Juntaram-se-lhes os presidentes das Juntas de Freguesia do Arneiro das Milhariças (aldeia onde a jovem reside), Basílio Oleiro, e de Alcanhões, Pedro Mena Esteves.

O grupo abriu uma conta solidária na Caixa Agrícola de Alcanhões, instituição que decidiu também associar-se a esta campanha.

O NIB é o 0045 5010 40246389502 68. As verbas angariadas serão exclusivamente destinadas à aquisição do material ortopédico que Patrícia Silva necessita, nomeadamente uma cadeira de rodas com báscula, com encostos, almofadas, tabuleiro, colete, cinto pélvico e tiras abdutoras.

Fonte: O Ribatejo

Comentários