Ai o Inverno...quero vestir-me e não consigo!


Depender dos outros para quase tudo é frustrante, estar dia todo a pedir faz-me isto por favor, agora mais isto, e assim durante 24 horas e para sempre. É muito constrangedor, ainda mais sendo eu uma pessoa que sempre detestou dar trabalho. Sou mais do tipo, faz e não peças. Por isso todas as tarefas que eu sinta que tenha a mínima chance de conseguir executar, vou e tento. Tentar, tento sempre, isso é ponto assente.

Uma das coisas que consigo fazer, sem ajuda, é vestir e despir a parte de cima (o tronco). Para o conseguir fazer, opto por não usar peças de roupa com botões, exactamente porque não conseguiria aperta-los, e opto por vestuário largo e prático. É tão bom conseguir fazer essa parte sem ajuda de ninguém…é um prazer tremendo. Demoro é muito tempo. Mas isso é-me indiferente. Interessa é conseguir.
Acontece que no Inverno tudo se complica porque roupas são diferentes e não basta vestir só uma peça, tem que ser mais para me proteger do frio. E ai está a grande dificuldade.

Primeiro enfio a camisola de Inverno ou outra peça de roupa pelo pescoço, o que é a parte mais fácil, depois tento enfiar os braços, começa a grande dificuldade, mas consigo, para que a peça de roupa desça pelo tronco, começo a dançar um samba sem música. Tento fazer movimentos com o tronco, encostar-me de uma lado e outro do encosto e braços da cadeira, e se parte de baixo da camisola não ficar muito enrolada e descer até meio do tronco, tenho o serviço muito mais facilitado, problema é que nem sempre consigo fazer os movimentos ao dançar o samba que desejaria. Próximo passo é tentar enfiar os punhos dentro da camisola e ir minuto a minuto tentar puxar um pouquinho até a descer por completo.

Todos estes passos são intercalados com uns minutos de descanso. E maioria das vezes consigo algo depois de várias tentativas. Pior parte é quando fica enrolada logo no inicio do tronco, ai torna-se impossível conseguir com os punhos, visto não ter os movimentos da mão que me permitam pegar e puxar para baixo. Nesse caso danço mais um pouco, esfrego o tronco contra o encosto da cadeira, descanso, volto a fazer o mesmo e pouco a pouco vou conseguindo.

Problema maior é o quispo/casaco. Esse bem tento e o máximo que consigo é vestir uma manga. Lá tenho que pedir ajuda…No final acabo por sentir-me dentro sei lá de quê. Nos ombros sinto quilos de roupa, as mangas das camisas de baixo todas enroladas…como desejo que chegue o verão e roupas serem outras. Sinto-me num colete de forças.

Depois de terminar costumo estar exausto e claro que tenho que descansar um pouco para recuperar forças, e existem algumas vezes que não consigo objectivos. Tensão baixa, tonturas e sinto que forças se esgotam. Mas a vitória final vale sempre o sacrifício.

Comentários

  1. Pois, como eu te entendo!!
    Para despir é bem mais fácil, mas vestir no inverno...no mínimo 2 camisolas...tenho mesmo que ter ajuda :(
    Mesmo pk convêm ser uma operação rápida para não ficar "tesa que nem um carapau"!!
    Enfim melhor mesmo é voltar pra Africa, porque ai qto menos roupa melhor...
    Bjs e Fica bem.
    Muita Luz da Isa

    ResponderEliminar
  2. É mesmo dificil o inverno para nós em todos os sentidos! além dessas dificuldades no vestuário, é a térmica. Eu que amo sair, ver movimento pessoas, torna-se cada vez mais uma tarefa complicada. Parabéns pela sua força! Eu não consigo despir-me! Vestir tbem lá vou conseguindo. Coloco a camisola no colo, enfio um braço, depois outro e tbem danço o samba!rs Infelizmente n posso praticar mtas vezes, porq as senhoras do apoio teem sempre pressa. Mas já consigo maquilhar-me sozinha sem adaptação, no qual já accho uma vitória! Carol

    ResponderEliminar
  3. Mas em África faz muito calor...e calorão também não é comigo. rs
    É tão bom não depender dos outros...pior é que me sinto de rastos quando termino.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  4. Carol, despir é mais fácil. Mas o quispo não consigo. Senão tiraria-o muitas vezes e voltava a vestir. Há horas que no trabalho não dá jeito nenhum te-lo vestido. Só atrapalha. Mas como? Iria pedir a quem? rs
    Vamos gritar juntos: VOLTA PRIMAVERA! Pode ser que ela nos oiça.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  5. É por isso que eu prefiro o meu verão, porque no inverno doi-me tudo e tenho a tendência de ficar muito tempo na cama.
    Um abraço, meu amigo.
    Nelson

    ResponderEliminar
  6. eu queria saber quanto tempo vc esta assim?meu irmão fas um ano q ele esta tetraplegico ele movimenta os braços mas naum meche os dedos na verdade ele meche mas naum comanda e sente as pernas mas amortecida eu queria saber c o caso dele é igual o teu?daniellaleoskt@hotmail.com

    ResponderEliminar
  7. Anonimo, não existem dois casos iguais. Cada caso é um caso. Minha lesão é traumática (acidente de carro), completa e ao nivel C5, C6 E C7
    Estou assim desde 1991.
    Fique bem e boa sorte para si e seu irmão

    ResponderEliminar
  8. Eu sei Nelson. Há dias que nem ficando na cama aqueço. Só de pensar que Junho ainda demora tanto...
    Fica bem

    ResponderEliminar

Enviar um comentário