Forsteo: Medicamento para osteoporose


Conheço este medicamento desde que chegou ao mercado, mas noto que ainda é pouco divulgado. Estou impossibilitado de o tomar porque é muito agressivo para meus frágeis rins.

EMEA recomenda Forsteo para o tratamento da osteoporose induzida por glucocorticóides

O Comité de Medicamentos de Uso Humano (CHMP), da Agência Europeia do Medicamento (EMEA), recomendou a aprovação do Forsteo (injecção de teriparatida [origem rADN]), da Eli Lilly, para o tratamento de homens e mulheres com osteoporose induzida por glucocorticóides e com elevado risco de fracturas.

A teriparatida actua ao estimular a formação de novo osso, ao aumentar o número e a acção das células construtoras de osso chamadas osteoblastas.

A opinião emitida pelo comité terá de ser ratificada pela Comissão Europeia antes da nova indicação ser considerada como aprovada.

O fármaco, conhecido como Forteo nos Estados Unidos, foi aprovado para comercialização originalmente em 2003 para o tratamento da osteoporose em mulheres pós-menopáusicas, e recebeu alargamento da indicação para o tratamento de homens com risco aumentado de fracturas em 2007.

A osteoporose induzida por glucocorticóides refere-se à perda óssea associada com a utilização crónica de medicação com glucocorticóides. Estes medicamentos são frequentemente prescritos para doenças inflamatórias, tais como, artrite reumatóide e doença pulmonar obstrutiva.

Comentários