Convite: Unidos no Amor Contra a Indiferença em Abrantes

Abrantes - Biblioteca Municipal António Botto

Apresentação da obra «Unidos no amor contra a indiferença"

No dia 13 de junho, pelas 18h00, a Biblioteca Municipal António Botto, em Abrantes, irá acolher a apresentação da obra «Unidos no amor contra a indiferença», da autoria de Isabel Barata e Manuel Matos.

Sinopse:
Testemunho escrito a quatro mãos que é um grito pela dignidade e pelo direito ao amor, ao afeto, à sexualidade, a uma vida inteira e normal.
Um testemunho de dois cidadãos portugueses - um professor do ensino secundário e uma economista cuja atividade se tem desenvolvido sobretudo em IPSS - a quem têm sido negados ou sonegados esses direitos básicos em virtude de pertencerem a um grupo de pessoas que são normalmente invisíveis aos olhos da nossa sociedade - o dos cidadãos chamados deficientes.

Uma história de amor poderosa e comovente e um testemunho que mudará necessariamente para sempre em quem o ler o olhar em relação a estes nossos concidadãos.

A entrada é livre

Convento de S. Domingos - dia 13-06-2012 - às 18h00

Tel.: 241 379 990 / E-mail: biblioteca.animacao@cm-abrantes.pt

PS: Lá estarei com muito prazer a apresentar esta magnifica obra/mensagem. Apareçam

Comentários

  1. OBRIGADO AMIGO...
    nem tenho palavras para definir o que signicas para NÓS!!

    "NADA SOBRE NÓS SEM NÓS"
    BEM HAJAS!!
    Bjs e Sorrisos luminosos
    Isa

    ResponderEliminar
  2. Este é o Francisco tem 54 anos , tem uma reforma de 214 euros mensais, não tem a...poio da segurança social nem de de qualquer instituição .
    Mora no Barreiro e todos dias vai para Lisboa pedir esmolas para conseguir sobreviver. O Francisco esteve internado há pouco tempo e desta vez amputaram -lhe uma perna e por isso desloca-se com mais dificuldade. Por isso, ele necessita de uma nova cadeira de ......rodas e electrica seria o melhor.
    O Francisco não sabe o n.º do assento, mas não chega a pesar 50 kilos e mede 74 cm de anca, talvez isto ajude para se arranjar uma cadeira eléctrica para ele. Ele vive sozinho, a mãe dele e o padrasto morreram. A cadelinha que o auxilia puxando um pouco à cadeira de rodas tem 13 anos. AJUDEM, Desde que lhe amputaram a perna, que tem muito mais dificuldade em subir e descer os degraus de escada do prédio dele, de cu puxando à cadeira, até chegar ao patamar onde estão os elevadores! A rampa de acesso foi autorizada pelo senhorio e há quem ajude a fazê-la, só falta mesmo A CADEIRA PARA O AJUDAR AINDA MAIS!!!
    Quem puder ajudar de alguma forma ou tiver uma cadeira que não precise, por favor contacte para os n.ºs: 912189510, 914972059 ou 938892335. Obrigada

    ResponderEliminar

Enviar um comentário