Reino Unido: Tetraplégico que viu negada eutanásia morreu em casa

O britânico Tony Nicklinson, tetraplégico que na semana passada viu negado o direito ao suicídio assistido, morreu em casa aos 58 anos.

O Supremo Tribunal de Londres decidiu não conceder o direito à eutanásia ao homem que tinha sofrido um acidente vascular cerebral em 2005.

Nicklinson sofria da síndrome de encarceramento há sete anos, tendo perfeitas capacidades mentais mas sendo incapaz de se movimentar ou falar (excepto piscar os olhos).

«Adeus mundo, chegou a minha hora. Passei um bom bocado», lê-se num post no Twitter.

Recorde-se que a Justiça inglesa tinha afirmado que o caso devia ser debatido no Parlamento e pela sociedade, não cabendo a Tony Nicklinson «decidir se a lei sobre a morte assistida deve ser mudada»

Comentários