Muito triste continuarem a existir estas mentalidades

Este senhor inveja a nossa deficiência. Vejam bem este infeliz comentário nos (d)Eficientes Indignados em resposta à nossa indignação por falta de oportunidades e pela maneira como estamos a ser tratados pelo Estado. 

Claudio Gonçalves escreve:  Estou de acordo e acho isto tudo muito bonito, e eu que não sou deficiente que paguei impostos durante anos, não tenho acessos a tratamentos de saúde (obrigaram-me a pagar impostos durante anos!) no entanto gastam furtunas para que os deficientes tenham uma vida melhor carros de luxo adaptados escolas com equipamentos muito superiores aos das escolas normais etc...etc... será que são os deficientes que vão no futuro trabalhar para levantar o país? tenho que cortar as pernas para ser respeitado? Há quem o faça!

Para quem não tem facebook, aqui ficam algumas respostas dadas a este senhor:


(d)Eficientes Indignados Claudio Gonçalves, achamos muito bem que lute pelos seus direitos. Nós lutamos pelos nossos e pelos seus. Escusa cortar já as pernas, experimente andar um mês de cadeira de rodas e vai ver como é. Temos a certeza que depois não vai continuar a querer cortar as pernas para ter acesso a essa vida de luxo em que imagina que as pessoas com deficiência vivem.
30/8 às 14:51 ·

Clara Cardoso Pereira Quem vive com deficiência tem tudo menos luxo. Não só não tem acesso àquilo que os não deficientes tomam como garantido (por exemplo, uma repartição pública por falta de rampas), como ainda vêem agora cortados alguns apoios fiscais. Não é preciso cortar pernas, até porque o que se quer é 1 sociedade que promova a igualdade e não a diferença; o que é preciso é perceber que os aparentes benefícios atribuídos aos deficientes apenas se destinam a atenuar as desvantagens que insistimos em manter.
30/8 

Virgilio Silverio Antunes sr cláudio você já nasceu assim ou isso foi um ataque de diarreia cerebral?...que pena no seu tempo não ter havido interrupção voluntária da gravidez...
30/8 

Carlos Ossela Claudio Gonçalves, sugiro que experimente a cadeira de rodas mas apenas durante 15 dias, dentro e fora de casa. Depois diga-nos qualquer coisa. Já agora, o que me diz de os deficientes trabalhadores, que descontam o mesmo que qualquer cidadão que trabalha para outrém, não terem direito a subsídio de doença (tem direito à baixa mas não remunerada) nem a subsídio de desemprego? Como é que é? Ainda quererá cortar as pernas? E olhe que mesmo com as duas cortadas talvez não tenha os 60% de incapacidade mínima exigida para ter as "regalioas de que fala... Já agora, quanto à capacidade de trabalho dos deficientes, experimente estar ao lado de alguém que tenha a mesma capacidade física ou mental que o senhor, e depois diga qualquer coisa. Cá o esperamos.
30/8 às 22:47

Joaquim Pais Claudio Gonçalves que triste comentário!!! sabe Eu costumo dizer que uma sociedade que não cuida dos SEUS é uma sociedade atrasada em todos os sentidos ... Fique bem Amigo se calhar não se expressou da melhor maneira... E TODOS JUNTOS VAMOS LUTAR POR SER MELHORES TODOS OS DIAS
Sexta-feira às 0:25 

'Dianas Negros' Cabinda Miconge Cláudio Gonçalves, quer um machado emprestado? Está bem afiado e não deve doer muito.

Alice Esteves HÁ PESSOAS FEITAS AO CONTRÁRIO...EM VEZ DE LUTAREM PARA TEREM MAIS REGALIAS..FAZEM AO CONTRÁRIO..LUTAM PARA TIRAR O QUE OS OUTROS TÊM...POIS EU TROCO O MEU BENEFICIO AINDA QUE TEMPORÁRIO ...PARA NÃO TER CANCRO...QUER TROCAR NEM QUE SEJA SÓ POR UM DIA SENHOR CLAÚDIO GONÇALVES?'?TROQUE PRINCIPALMENTE QUANDO SE APROXIMAREM OS MOMENTOS DA QUIMIOTERAPIA DA RADIOTERAPIA..E NOS DIAS EM QUE VAI SABER OS RESULTADOS....EU GOSTAVA DE VER O SENHOR CLAUDIO GONÇALVES A FAZER A TROCA....E EU TAMBÉM FIZ DESCONTOS TODA A VIDA ....É IGUALANDO O MAIS FRACO AO QUE TEM MAIS QUE O POVO VENCE E UM PAIS É DIGNIFICADO RESPEITANDO ..AMANDO E CUIDANDO DOS SEUS..
Sábado às 1:48 

Nelson Ferraz ‎"Sr." claudio gonçalves, não corte as pernas... corte antes a raiz do seu pensamento.
há 21 horas

Carlos L. Amaro ‎"Sr." Gonçalves, agora já se inveja quem é deficiente? Saúde, deficientes e automóveis? Mas que cocktail... A sua mundivisão está muito concentrada e com muita falta de atenção. Espero e desejo que nunca acorde com uma cadeira de rodas ao seu lado, à sua espera.
há 20 horas · 

Manuela Ralha Eu de facto já estranhava no facebook ser tudo tão perfeito, tão em prol da diferença, e os energúmenos que no dia a dia nos fazem a vida negra não aparecerem...eu trabalhei como esse senhor, descontei, como esse senhor, e quando fiquei deficiente, devido a uma acidente em serviço, do qual n tive culpa, e que como foi de viação e causado por terceiros não tive apoio da seguradora do emprego, que por acaso era estado ( eu era professora), perdi as regalias, vivo com imensas dificuldades, para além das barreiras, tenho 4 filhos e n tenho abono, tenho filhos com doenças crónicas que tenho que acompanhar ao médico e pagar...pois, de facto, tenho uma vida de luxo...
há 12 horas ·

Manuela Ralha Mas de facto sou rica...não baixei os braços, luto pela minha dignidade diáriamente, tenho gente que me ama...n sou frustrada nem pobrezinha, como esse senhor deve ser. Nem vivo sozinha, numa bolha de amargura e infelicidade.
há 12 horas 

Isabel Branco Sem comentários Claudio Gonçalves!!!!!!!!!!!!
há 12 horas

(d)Eficientes IndignadosClaudio Gonçalves, está a servir de exemplo daquilo que muita gente pensa. Os "deficientes" são uns privilegiados, até vivem à nossa custa. O problema é mesmo esse. Não queremos viver às custas de ninguém. Dêem-nos as condições para viver.
há 11 horas ·

Nós Tetraplégicos Além das barreiras arquitetónicas que tanto lutamos para ultrapassar, temos estas mentais que muito me entristece. A ignorância leva a este tipo de pensamento. No fundo cabe-nos a nós também "educar" estas mentes intolerantes e egoistas. Carros de luxo? Quem nos dera poder viajar num simples transporte público como o Sr Cláudio o pode fazer a qualquer hora e altura. Nós não, pois não são veiculos adaptados e por exemplo para viajar de comboio temos que avisar com 48 horas de antecedência. Material de luxo para estudarmos...quem nos dera que tivessemos uma simples almofada antiescaras para nos podermos proteger das escaras que neste momento nem esse direito maioria tem...finalizando, nenhum de nós deseja esmolas ou subsidios mas sim oportunidades iguais às que o Sr Claudio tem. Somos cidadãos de pleno direito. Estas mentalidades atrasam tudo e infelizmente demoram a ser ultrapassadas. Mas acredito muito na mudança, principalmente nas gerações mais novas. Eles serão os nossos aliados na tentativa de erradicarmos este tipo de ideias e juntos construirmos uma sociedade mais justa e igual. Meus amigos de luta, este comentário é a prova de que muito ainda há a fazer. Não podemos baixar os braços.
há 24 minutos ·

Maria Romeiras Cláudio Gonçalves, não sei se compreendeu que o que escreveu é injusto e revela uma imensa ignorância. Precisa muito mais de ajuda do que pensa e não é financeira. Tenho pena de si.
há 10 minutos ·

Ciências Sociais Deficientes São aqueles que sem serem deficientes não se superam, sentam-se e lamentam-se de o mundo não lhes dar tudo o que julgam ser seu por direito.

Obs: A minha resposta é a que corresponde ao nome de Nós Tetraplégicos. Assim é conhecido o nome do blogue no facebook.

Comentários

  1. De acrescentar que essas ferramentas, «luxos» como o tal senhor lhe chama, que imensas vezes são anunciados nos media, por interesses políticos e de justificação mascarada de gastos públicos, estão apenas ao dispor de uma MUITO REDUZIDA MINORIA das Pessoas com necessidades especificas.

    ResponderEliminar
  2. Vitor Lopes deixou um novo comentário na sua mensagem "Muito triste continuarem a existir estas mentalida...":

    Não quero acreditar que hajam pessoas a invejar quem tem mobilidade condicionada.
    Não pode ser verdade.
    Esta pessoa não existe ou tem um grave problema psíquico. Felizmente não tenho problemas de mobilidade até hoje, nem tenho a ousadia de considerar que haverá algum cidadão que se sinta beneficiado com a sua limitação de mobilidade.
    Esta pessoa não pode (não deveria) sequer merecer qualquer comentário, não obstante a vontade.
    Vitor Lopes.

    ResponderEliminar
  3. Obrigado Vitor, tirou-me as palavras da boca :)

    Amigo Eduardo, eu gostaria de convidar este Sr.Gonçalves (se calhar ainda é meu primo!!), eu também tenho "Gonçalves" no meu nome (do lado da avó materna)...
    Mas como ia a dizer, que achas descobrirmos o contacto deste Senhor e convidá-lo a participar num dos nossos "eventos de luxo" se calhar ele até ia gostar?
    A Solidão faz-nos dizer cada coisa...se conseguires saber o contacto dele(email), eu própria farei o convite.
    Obrigado e fica bem
    Isa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Consegues dados dele através do perfil dele no facebook.
      Fica bem

      Eliminar

Enviar um comentário