Programa TVI - Quem está interessado?

Cá estamos mais uma vez a pedir uma ajuda para umt ema que estamos a preparar para o dia 18 de outubro sobre pessoas que não se arrependeram de tomar determinada decisão embora tenham, de alguma forma, sofrido algumas consequências.

Desta forma, procuramos pessoas que tenham tomado a decisão de casar/namorar com um tetraplégico/paraplégico, indo contra a oponião de familiares e/ou amigos.

No fundo, pretende-se uma história de força, dem alguém que mostre ter tomado a decisão correcta, que tenha seguido o coração e que tenha decidido ser feliz e que hoje possa dar esse testemunho.

Será que conhece algum caso deste género e que os envolvidos estejam dispostos a dar o seu testemunho em estúdio, na data referida?

Fico a aguardar uma resposta o mais breve quanto possível.

Obrigada pela atenção e disponibilidade

Carla Leal Ferreira
Redação "A Tarde é Sua"
Telef: 214 340 418
Tlm: 910 019 509
cleal@atardeesua.com.pt

Enviado por email

Comentários

  1. Fico fascinada por este tema tão complexo, no nosso País existe o estigma do "coitadinho ele ou ela não anda, é dependente que futuro vais ter" .
    Na minha opinião os coitadinhos somos nós, não sabemos respeitar e valorizar cada Ser Humano independentemente dos problemas físicos.
    Lamento aqueles que não sabem amar, porque a diferença está no coração de cada um. Quando olho para o lado e vejo alguém deslocar-se numa cadeira de rodas, olho indiscretamente com um sorriso de ternura por ser um lutador num País com um défice de cultural acima da média. Desejo que ninguém tenha deixado de amar por preconceito. Existe mil e uma forma de Amar um tetraplégico ou outro problema físico, primeiro o coração o resto é uma questão de partilha mutua.
    Maria Godinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bonito o seu comentário! Obrigado por pensar assim, mas infelizmente a maioria da sociedade não tem a mesma opinião. Inclusive nós, pessoas com deficiência, ás vezes complicamos ainda mais as coisas.
      Mas não é fácil ver-mos nossos corpos tão alterados e interiorizar que alguém pode sentir atração por nós. Mas é isso mesmo, amor é muito mais que um simples corpo ou cadeira de rodas.
      Fique bem e obrigado

      Eliminar
  2. Pois ai está a oportunidade que eu e o Manuel Matos, não iriamos perder :)
    Mas neste momento a única coisa que me apetece dizer é a de que "Ser Diferente" é um previlégio, pois só assim se sabe dar valor ao verdadeiro Amor!
    O corpo e o coração são a materialização do que nos vai na Alma! Há muitas formas de Amar, só quem pode descobrir qual a que gosta mais, é o casal, que sem tabus nem preconceitos pode viver uma nova experiência, que sem dúvida não deixa de ser rica e prazerosa, desde que a mentalidade o permita!
    TUDO ESTÁ NA MENTE e NA ALMA :)
    ENTREGA, ACEITA, CONFIA e AGRADECE, todas as oportunidades que a Vida te dá e sê feliz!
    Um abraço e muita Luz

    ResponderEliminar

Enviar um comentário