Atleta fica tetraplégico em luta e volta a andar

Jonathan perdeu movimentos das pernas e dos braços após sofrer golpe, conseguiu recuperá-los e, ainda em tratamento, tem planos de voltar a luta.

Quando pisaram no tatame, Jonathan Souza e Isaque Bahiense não sabiam que, o que estava por vir, seria lembrado para sempre. E não pelo resultado da luta na Copa Cyclone de Jiu-Jítsu, disputada no Leblon, no Rio de Janeiro. Durante o duelo, Jonathan sofreu um golpe duro (assista ao vídeo), teve a conexão entre a quarta e quinta vértebras da coluna cervical interrompida, devido a uma luxação, e chegou ao hospital tetraplégico. Após dois procedimentos técnicos, o jovem de 21 anos passou por uma cirurgia e voltou a andar, no início de outubro. Semanas depois, ele teve um reencontro emocionante com o adversário.

Foram seis horas de cirurgia para recolocar a coluna no lugar. Naquele momento, ainda não era possível saber se Jonathan recuperaria os movimentos.

- A cirurgia não visa uma recuperação imediata. O que ela visa é reconstituir a anatomia da coluna, descomprimir a medula para dar chance de recuperação. Então, na verdade, a gente só vai saber se o paciente vai recuperar ou não no pós-operatório - explicou o neurocirurgião Rui Monteiro.

Comentários

Enviar um comentário