Atribuição de Produtos de Apoio pelo IEFP. Uma vergonha!

Fizemos uma vigília para acabar com isto. Pelos vistos ainda não conseguimos, mas não vamos ficar parados.

O IEFP tem no orçamento 762.000€ mas até ao fim de Novembro gastou 17.256,04 €

Há que perceber porquê.

Nos orçamentos regionais talvez tenhamos uma resposta. A Região Norte tem 33.062€, a Região Centro tem 52.580€, a de Lisboa e Vale do Tejo 137.500€, o Alentejo tem 12.000€ e o Algarve tem 0 (zero) de orçamento. É natural que todas estas regiões não estejam “disponíveis” para atribuir Ajudas Técnicas nem divulgar que têm essa responsabilidade.

Por isso o Norte atribuiu 1 Ajuda Técnica, o Centro nenhuma, Lisboa e Vale do tejo 4, o Alentejo 2 e o Algarve, como não podia deixar de ser, para quem nem tem orçamento, atribuiu 0.

Onde anda o resto do orçamento?

Está nos Serviços Centrais e Centros de Gestão Participada, que não atribuíram qualquer Ajuda Técnica. São 526.858€ que pelos vistos estão guardados para a poupança ou para agradar à Troika e reduzir o défice.

E se fossem poupar nos carrinhos topo de gama?

Podem consultar o relatório do IEFP e descobrir muito mais programas que têm execuções próximas dos 0%, está aqui.

Comentários