Quantos somos segundo os Censos de 2011? Não sei.

EU: Sairam os resultados finais dos censos realizados em 2011. Como já se previa quanto aos dados relativos a pessoas com deficiência fica-se sem saber o que nos interessa. A maneira como fizeram as perguntas no inquérito só poderia levar a esta confusão. Para o INR somos 18% da população. Veja abaixo:

Eduardo Jorge

Segundo o INR: Da leitura do Censos 2011 saliente-se os resultados relativos à População com dificuldades na realização de algumas atividades do dia a dia por motivos de saúde ou idade:

• Cerca de 82% da população com 5 ou mais anos consideraram não ter dificuldade em realizar atividades diárias relacionadas com a visão, audição, locomoção, memória/concentração, com a higiene e arranjo pessoal e, ainda, em compreender os outros ou fazer-se entender.

• Cerca de 18% da população com 5 ou mais anos de idade declarou ter muita dificuldade, ou não conseguir realizar pelo menos uma das seis atividades diárias (referenciadas no ponto anterior). Na população com 65 ou mais anos, este indicador ultrapassava 50%.

Resumo do INE:  Aproximadamente 40,5% das pessoas entre os 15 e os 64 anos tinham pelo menos um problema de saúde ou doença prolongados e 17,4% tinham pelo menos uma dificuldade na realização de atividades básicas, em 2011. 

A coexistência de problemas de saúde prolongados e de dificuldades na realização de atividades básicas afeta cerca de 16% das pessoas da mesma faixa etária.
Os problemas músculo-esqueléticos e as dificuldades na mobilidade, especialmente andar e subir degraus, constituíam respetivamente o principal problema de saúde e a principal dificuldade para a população inquirida.

De acordo com os resultados dos Censos 2011, cerca de 50% da população idosa tem muita dificuldade ou não consegue realizar pelo menos uma das 6 atividades do dia-a-dia. Estas dificuldades afetam 995 213 pessoas idosas em Portugal, mais de metade das quais (565 615) vivem sozinhas ou acompanhadas exclusivamente por outros idosos.

Comentários