Projeto "Sanita MOVE"

A Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e a OLI irão desenvolver nos próximos três meses uma investigação que pretende melhorar as acessibilidades sanitárias a pessoas com mobilidade reduzida e, desse modo, incrementar a qualidade do exercício da cidadania activa.

O projecto, designado por “Sanita MOVE”, será aplicado no Centro de Reabilitação Profissional de Gaia (CRPG), em Vila Nova de Gaia, e irá envolver os vários utentes com deficiência e incapacidade que actualmente integram as sessões de fisioterapia e de terapia ocupacional.

Este estudo aplicado no CRPG tem a ambição de compreender os principais obstáculos e carências no gesto quotidiano de ir à casa de banho, para desenvolver uma solução inclusiva que se traduza em autonomia, conforto e segurança para todos os cidadãos.

Numa primeira fase, a investigação irá proceder à auscultação das dificuldades e necessidades dos utentes na utilização das sanitas actualmente disponíveis no centro de reabilitação. Numa segunda fase, os utentes serão convidados a experimentar um espaço de banho onde está instalada uma estrutura autoajustável, denominada por “Easy Move”, que permite ajustar a altura do sanitário à medida. Na última fase, irá proceder-se à análise das diferenças verificadas pelos utentes nas duas situações, com vista à elaboração de um diagnóstico completo, capaz de identificar oportunidade de melhoria.

A solução que será colocada no CRPG - “Easy Move” - é um sistema inovador da OLI, desenvolvido com recurso às últimas tecnologias, que resulta do seu investimento contínuo em Investigação e Desenvolvimento. De destacar que a empresa portuguesa tem uma equipa de 20 colaboradores que diariamente trabalha em novas soluções de banho sustentáveis e inclusivas que fomentem a qualidade de vida das pessoas.

O compromisso da OLI com a inovação reflecte-se também na relação estreita que mantém com as universidades e os centros de investigação portugueses. Ainda em Março último foi apresentada em Frankfurt, na Alemanha, a placa de comando “Moon Ceramic”, desenvolvida em parceria com a Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha de Caldas da Rainha e o Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes.
Fonte: Engenharia e Construção

Comentários