Leiria lança grupo de trabalho para pessoas deficientes

A Câmara Municipal de Leiria lançou hoje um grupo de trabalho para a inclusão social de pessoas com deficiência que visa definir uma estratégia para minimizar os problemas que se colocam a estes cidadãos.
Na conferência de imprensa que se seguiu à primeira reunião, na qual participaram representantes de diversas entidades, a vereadora com o pelouro do Desenvolvimento Social explicou que o encontro permitiu abordar os "constrangimentos e dificuldades", mas também os "aspetos positivos e potencialidades" na área da deficiência.

"Foram igualmente sinalizadas algumas situações sobre as quais queremos definir uma estratégia e efetuar um programa de ação para as minimizar", adiantou Ana Margarida Valentim.

Segundo a responsável, a criação de um centro de integração para o trabalho foi um das propostas apresentadas, assim como o reforço das condições de trabalho para emprego protegido, considerando que, nesta matéria, as "entidades públicas devem ter um papel a desempenhar".
Matérias como o voluntariado, transportes para possibilitar terapia às crianças, a inexistência de uma rede de partilha e manutenção de ajudas técnicas, e as acessibilidades foram igualmente suscitadas na reunião.

"Outra questão não menos importante é o facto de haver muita dificuldade na integração de pessoas com deficiência no mercado de trabalho", referiu Ana Margarida Valentim, defendendo a necessidade de ser feita "pressão política para que as empresas sejam obrigadas a colocar pessoas portadoras de deficiência".

A autarca acrescentou que, para dar continuidade a esta iniciativa, as instituições que trabalham ou prestam apoio a cidadãos portadores de deficiência vão agora identificar "as prioridades de intervenção" para ser definido o trabalho nesta área neste mandato.

Na conferência de imprensa, o vereador que tutela as Obras Municipais, Lino Pereira, afirmou que o município tem um plano de eliminação de barreiras arquitetónicas, reconhecendo, contudo, a existência de espaços públicos onde há necessidade de intervir.

Já a responsável pela Educação, Anabela Graça, salientou a preocupação do município em adaptar os estabelecimentos educativos aos alunos portadores de deficiência assim que estes são sinalizados.

"Em relação ao parque escolar há essa atenção", afiançou Anabela Graça, garantindo que esta é uma "prioridade".

Fonte: Noticias ao Minuto

Comentários