SIM - Serviço Integrado de Mobilidade da CP para Clientes com Necessidades Especiais

A partir de agora é possível pedir assistência nos comboios da CP com 24 horas de antecedência,
ao contrário das anteriores 48 horas. O serviço SIM, que não é obrigatório, reduz assim o tempo de marcação que antes era necessário apenas e só para quem precisava de assistência na viagem.

Além da redução da antecedência da marcação também passa a ter disponível informação sobre os táxis adaptados que fazem serviços nas estações servidas pela CP.

As alterações agora introduzidas foram propostas numa reunião promovida pela CP com o grupo Lisboa (in)Acessível e o Movimento (d)Eficientes Indignados, a convite do grupo, que vê agora frutos desse mesmo trabalho conjunto beneficiar todo o universo de pessoas com deficiência em Portugal.

Nota: recomendamos que antes de viajar a primeira vez contacte o SIM para saber das condições de acessibilidade da estação e comboios a usar, mesmo não sendo obrigatório marcar a viagem pode haver casos em que só com marcação é possível viajar.
O SIM - Serviço Integrado de Mobilidade, é um serviço centralizado através de uma linha telefónica - 707 210 746 *(707 210 SIM), orientado para servir Clientes com Necessidades Especiais (CNE), e está disponível 24 horas para informações bem como para prestação do serviço.

* 0,10 €/min - rede fixa | 0,25 €/min - rede móvel +IVA.

Através deste serviço, o Cliente com Necessidades Especiais poderá:
Obter informações sobre o que a CP tem para lhe oferecer, a nível de:
- acessibilidade dos comboios da CP e estações da rede CP;
- acessibilidade equipamentos;
- condições comerciais;
- outros serviços orientados para este Cliente;
- outros pontos de informação ou envio de sugestões;
- serviço de assistência no embarque, em viagem e no desembarque;
Obter ajuda no planeamento da viagem, nas melhores condições de conforto e segurança;
Solicitar assistência no embarque, durante a viagem e no desembarque.
Condições de Utilização
Se precisar de informações sobre táxis adaptados em Lisboa ou no Porto, por favor clique aqui

Fonte: Movimento (d)Eficientes Indignados

Comentários