Dia internacional das pessoas com deficiência em Cascais

O Dia Internacional/Europeu das Pessoas com Deficiência é assinalado em Cascais em dois momentos: de manhã na Escola Básica 2, 3 e Secundária Frei Gonçalo de Azevedo os alunos vão ser convidados a participar na ação “Ser diferente por um dia”, à tarde há arte, dança e debate, no Palácio da Presidência da República.
De manhã, o desafio é que quem não seja portador de deficiência possa experienciar as dificuldades de quem tem de enfrentar diversas limitações no seu dia-a-dia como andar de cadeira de rodas, usar bengala, canadianas ou ser invisual. Com início às 10h30, a ação decorre na Escola Secundária Frei Gonçalo de Azevedo, em São Domingos de Rana, sendo possível escutar os testemunhos do Coronel Lopes Dias, Vice-Presidente da Direção Nacional da ADFA (invisual), Francisco Janeiro, Presidente da Direção da Delegação de Lisboa da ADFA (deficiente motor), Guedes da Fonte, Secretário da Direção Nacional da ADFA (deficiente motor) e ainda de uma enfermeira paraquedista de guerra.
Estarão presentes Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais, José Arruda, Presidente da Direção Nacional da Associação de Deficientes das Forças Armadas, e David Sousa, Diretor do Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo.
À tarde, a partir das 15h00, com o Alto Patrocínio de Maria Cavaco Silva, decorre no Palácio da Presidência da República, na Cidadela de Cascais, uma iniciativa do Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEDJ) e da Fundação LIGA, que tem o apoio da Câmara Municipal de Cascais, reconhecida pelas suas boas práticas na área da deficiência.
Celebrar o Dia Internacional/Europeu das Pessoas com Deficiência reforçando os direitos destes cidadãos é o objetivo desta iniciativa, cujo programa arranca com a inauguração da exposição coletiva de artes plásticas “Unidos na diversidade pelos direitos de cada UM”, mostra que nasceu a partir do trabalho realizado pelo CIEJD junto de cidadãos com deficiência da Fundação Liga.
Segue-se um momento de dança, com a atuação do Plural Núcleo de Dança Contemporânea, que envolve a participação ativa de artistas com deficiência e que tem por tema os princípios da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.
“Uma Europa para todos” é o tema do debate destinado a estimular a reflexão sobre as questões relativas à deficiência e que vai incidir sobre três dimensões:
• Local - onde se discutirá um caso de boas práticas no concelho de Cascais;
• Nacional - através da perspetiva do trabalho do Observatório dos Direitos da Deficiência e Direitos Humanos;
• Europeia - para a qual foi convidado um representante da Comissão Europeia.
Moderado pelo Centro de Informação Europeia Jacques Delors, o debate contará com a alocução inicial de Maria Cavaco Silva e o encerramento pelo Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras. Como oradores contam-se representantes da Câmara Municipal de Cascais, do Observatório da Deficiência e Direitos Humanos do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas e da Direcção-Geral da Justiça da Comissão Europeia (DG JUST). Será ainda endereçada a todas as entidades participantes uma mensagem do Diretor da Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia.
Entidades parceiras: Museu da Presidência da República, Câmara Municipal de Cascais, Associação Nacional de Arte e Criatividade de e para Pessoas com Deficiência (ANACED), Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Cascais (CERCICA) e do Observatório da Deficiência e Direitos Humanos.
Sobre o dia Internacional das Pessoas com Deficiência | O dia 3 de dezembro/ Dia Internacional/Europeu das Pessoas com Deficiência assinala anualmente os direitos destes cidadãos e procura sensibilizar a sociedade para a promoção da sua participação ativa em todos os aspetos da vida política, social, económica, cultural e artística. Assim como para a necessidade de se criarem oportunidades junto da sociedade, que promovam a divulgação dos direitos humanos das pessoas com deficiência e o combate à discriminação e à intolerância.
Sobre o Observatório da Deficiência e dos Direitos Humanos (ODDH) | O Observatório da Deficiência e Direitos Humanos visa acompanhar o desenvolvimento das políticas para a deficiência em Portugal e nos países de língua oficial portuguesa. Constituindo-se como uma plataforma de encontro entre a academia, o movimento associativo da deficiência e organismos públicos de administração central e local, tem por missão promover processos participados e sustentados de monitorização e promoção dos direitos humanos das pessoas com deficiência, contribuindo para a identificação de boas práticas e para o desenvolvimento de propostas que visem a implementação da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, no espaço da lusofonia.
Sobre o Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD) | é um serviço orientado para os cidadãos e integrado na Direção-Geral dos Assuntos Europeus do Ministério dos Negócios Estrangeiros.
Assegura, neste contexto, a informação, promove o conhecimento e estimula a participação do cidadão no processo de construção da União Europeia. O CIEJD é, também, o organismo intermediário no contexto da Parceria de Gestão assinada entre o Governo Português e a Comissão Europeia, assegurando a gestão e a monitorização de atividades de informação, desenvolvidas por terceiros, sobre a união Europeia.
Sobre a Fundação LIGA | Dinamizando recursos especializados para apoiar as pessoas, contribuindo para o reconhecimento da diversidade humana, a Fundação tem como prioridade criar competências de excelência para o suporte às necessidades específicas da Pessoa, essenciais para o pleno e equitativo exercício dos seus Direitos Fundamentais. A LIGA assegura, ainda, a tutela cívica a pessoas dependentes, para lá do tempo de vida daqueles de quem dependem e apoia o fortalecimento da comunicação entre os cidadãos e entre os diversos sectores da vida ativa, sob uma nova forma de diálogo civil contribuindo para a humanização e sustentabilidade da sociedade portuguesa.

PROGRAMA “Ser Diferente por um dia”, Escola Frei Gonçalo de Azevedo
10h30 | Receção de Entidades
 10h40 | Sessão de Abertura (auditório da Escola), intervenções:
• Diretor do Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo, Professor David Sousa
• Presidente da Direção Nacional da Associação de Deficientes das Forças Armadas(ADFA), Comendador José Arruda
• Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras
 10h50 | Apresentação da Ação de Sensibilização "Ser Diferente por Um Dia", Assistente Social da ADFA, Ana Machado
 11h05 | Testemunhos
 Vice-Presidente da Direção Nacional da ADFA, Coronel Lopes Dias (cego)
 Presidente da Direção da Delegação de Lisboa da ADFA, Francisco Janeiro (amputado)
 Secretário da Direção Nacional da ADFA, Guedes da Fonte (Paraplégico)
 Enfermeira Paraquedista de Guerra
 11h30 | Debate
 11h45 | Experimentar a Diferença - utilização por parte de alunos de várias dificuldades de se ser diferente
Cadeira de Rodas (4)
Bengala (4)
Canadianas (4)
Vendas (4)
Cão Guia (1)
12h30 | Encerramento
Fonte: CM Cascais

Comentários