Direito de resposta ao artigo "Único centro público de fisioterapia do Algarve pode fechar"

"A notícia publicada na vossa edição online de dia 10/12/14, intitulada "Único centro público de fisioterapia do Algarve pode fechar", informa os leitores de que o Centro de Medicina de Reabilitação do Sul (CMR Sul) - e citamos - "(...)tem sido gerido em regime de parceria público-privado". Esta afirmação não corresponde à realidade, pelo que induz em erro os leitores, prejudicando, assim a imagem institucional do operador que geriu essa parceria.

O CMR Sul foi gerido em regime de parceria público-privado a partir de Outubro de 2006 pela GPSaúde - Sociedade Gestora do CMFR do Sul, SA, detida pela GALILEI SAÚDE, decorrente do Concurso Público internacional lançado em 2005. Essa gestão obteve resultados comprovadamente positivos para o Estado e para os utentes, conforme reconhecido pelas mais diversas entidades, entre as quais Tribunal de Contas, IGAS, ACSS, e Ministério da Saúde.

O CMR Sul tounou-se um Centro de Reabilitação de refência a nível nacional e europeu - um dos poucos centros desta natureza acreditado na Europa do Sul pela CARF (organização intenacional especializada na acreditação de unidades de reabilitação.

O conrato de gestão respectivo findou em Outubro de 2013, tendo a reversão da unidade de saúde para o Estado, concretamente para a ARS Algarve, I.P., ocorrido formalmente no dia 22 de Novembro de 2013. A partir dessa data, o CMR Sul tem sido gerido pelo Estado.

Razão pela qual os problemas referidos na notícia quanto ao funcionamento de Centro, que afectam gravemente os utentes e que levaram, inclusivamente à perda da certificação CARF, não correspondem ao tempo em que o Centro foi gerido em regime de parceria público-privado, mas sim ao período em que a gestão está a cargo da ARS Algarve, I.P.

A Administração da GPSaúde - Sociedade Gestora do CMFR do Sul, SA"

Nota: Na página oficial, consta que o CMRS é gerido em regime de parceria público-privado.
http://www.cmfrsul.min-saude.pt/portal/

Fonte: Expresso


Comentários