Autarquia de Lisboa quer dar mais autonomia às pessoas com deficiência

Para uma vida mais independente, a Câmara de Lisboa quer mudar o modelo dos apoios às pessoas com deficiência. Em vez do internamento em instituições, a autarquia quer criar condições para que estas pessoas possam ter mais apoio nas suas próprias casas.

A Câmara de Lisboa vai, por isso, atribuir um subsídio com o qual é possível contratar quem ajude a essa vida mais autónoma sem sair de casa.

O projeto-piloto "Vida independente", que está em consulta pública até hoje, pretende ser uma "pedrada no charco" em nome de mais independência das pessoas portadoras de algum tipo de deficiência, explicou à TSF Jorge Falcato, técnico da autarquia que coordena o projeto. A ideia passa por apoiar financeiramente a independência destas pessoas.

Os contornos deste programa ainda não estão todos definidos. Não se sabe, por exemplo, quanto irá receber cada beneficiário. Certo é que numa primeira fase será envolvido um número reduzido de pessoas.

Veja AQUI a reportagem.

Comentários