Roteiro promove Turismo de Braga junto da população com deficiência

Foi apresentado, dia 25 de Novembro, no Posto de Turismo de Braga, o Roteiro Acessível ‘Profitecla na Rua’. Desenvolvido por alunos do curso de Turismo da Escola Profissional Profitecla, o Roteiro Acessível consiste num itinerário gratuito especialmente adaptado para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

O itinerário pressupõe a passagem por diversos pontos turísticos da Cidade de Braga e será realizado no dia 3 de Dezembro, data simbólica por se tratar do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Os interessados em participar nesta iniciativa, que será dirigida pelos próprios alunos que criaram o roteiro, deverão inscrever-se previamente junto do Posto de Turismo através dos seguintes contactos: 253 262 550 ou turismo@cm-braga.pt. As visitas decorrerão entre as 10h30 e as 12h00 e as 14h30 e 16h00.

Segundo António Barroso, do Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara Municipal de Braga, este é mais um passo no sentido de afirmar Braga como Cidade inclusiva e acessível para receber os turistas e também para quem nela vive. “Este é o fruto de um valioso trabalho em rede entre várias instituições e o objectivo é que este roteiro perdure para além do dia 3 de Dezembro e seja posteriormente utilizado pelos nossos serviços”, afirmou, garantindo que o Município está empenhado em eliminar as barreiras arquitectónicas e criar melhores condições para que esta franja da população possa ´melhor usufruir do riquíssimo património da Cidade´.

António Barroso realçou o carácter pedagógico da iniciativa, garantindo que a elaboração do roteiro confere aos jovens uma ´formação prática extremamente valiosa´. “É importante que os alunos percebam as oportunidades que surgem com o incremento dos visitantes e desenvolvimento do sector turístico no Concelho e consigam, com ideias novas e criativas, preencher as lacunas que existem nesta área”, disse, referindo ainda que é ´essencial´ sensibilizar os empresários do comércio, restauração e hotelaria para a mais-valia que representa adaptarem os seus estabelecimentos às necessidades das pessoas com deficiência.

Por seu turno, Hugo Sá, coordenador do Curso Técnico de Turismo da Profitecla, sublinhou que a ideia da criação do roteiro surgiu do compromisso estabelecido com a Associação Portuguesa de Deficientes (APD) de dar ´maior visibilidade e oportunidades às pessoas com deficiência´.
“Desses contactos directos surgiu o repto de pensarmos na criação deste itinerário sem barreiras, que teve a adesão imediata das entidades parceiras. Demonstramos aos alunos que há na região quem acredite nas suas ideias e ajude a materializa-as”, adiantou, referindo também que os jovens estão agora ´muito melhor preparados para lidar com a realidade da deficiência´.
O projecto conta com a parceria do Município de Braga, da Associação Comercial de Braga, da Associação Portuguesa de Deficientes e do Turismo Porto e Norte.

Fonte: Correio do Minho

Comentários