Governo vai fiscalizar obras para pessoas com mobilidade reduzida

Ainda há muito por fazer em termos de acessibilidades para pessoas com mobilidade reduzida no país. Mas a secretária de Estado da Inclusão das pessoas com deficiência considera que já passou o tempo da sensibilização. "Agora, é preciso fiscalização", diz Ana Sofia Antunes.

"Há muita coisa que poderia estar a ser bem feita e não está", garante a secretária de Estado. Ana Sofia Antunes considera que "há boa legislação, mas face a incumprimentos reiterados, é preciso avançar para uma parte menos simpática".

Ana Antunes sugere também que "é preciso dar mais formação aos técnicos das câmaras municipais sobre estas questões".

A secretária de Estado percorreu parte dos 5 quilómetros de passeios acessíveis construídos pela câmara municipal de S. Brás de Alportel e exortou os autarcas de todo o país a candidatarem-se ao programa Territórios Inclusivos, no âmbito do Quadro Comunitário de Apoio.

Vítor Guerreiro, autarca de S. Brás de Alportel, considerou que a obra inaugurada não se destina apenas a pessoas com mobilidade reduzida. "É mais agradável andar nestes passeios do que sobre a calçada portuguesa", garantiu.

Também a secretária de Estado defendeu que cada vez mais os municípios têm que pensar em fazer coexistir outras alternativas em simultâneo com a calçada tradicional.

Assista AQUI à noticia em áudio

Comentários