Mais de 500 nadadores lutam pelo apuramento paralímpico no Funchal

Portugal está a pouco mais de 100 dias de receber o Campeonato Europeu de natação adaptada do Comité Paralímpico Internacional (IPC), a última prova de apuramento para os Jogos Paralímpicos Rio2016, que contará com cerca 550 atletas.

A competição, que decorrerá no complexo de piscinas olímpicas do Funchal, entre 30 de abril e 7 de maio, é a primeira prova de natação adaptada à escala europeia organizada em Portugal. O evento, que terá a categoria ‘open’, vai contar com nadadores de fora da Europa que procuram mínimos para o Rio2016, oriundos de países como China, Brasil, África do Sul e México.

Em competição vão estar cerca de 550 nadadores, das quatro áreas de deficiência que integram os Jogos Paralímpicos, oriundos de 53 países. António José Silva, presidente da Federação Portuguesa de Natação (FPN), considerou que o evento é uma prova inequívoca de que o caminho de desporto adaptado é a integração nas federações de modalidade.

“É uma prova inequívoca de que o caminho traçado para o desporto adaptado em Portugal deve ser a integração nas federações de modalidade, que têm todos os meios organizativos, estruturais, humanos e de projeção mediática, que permitam projetar o desporto adaptado à escala nacional e internacional”, disse António José Silva à agência Lusa.

Em Portugal, a natação adaptada, que estava sob a alçada da Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência, foi integrada na FPN na época 2014/2015, altura em que o organismo se candidatou à organização do Europeu deste ano. A competição será, segundo António José Silva, “um grande teste” à capacidade organizativa de FPN e “poderá ter bastante influência” na atribuição do Mundial IPC de 2017, evento ao qual Portugal também se candidatou.

“Já nos candidatamos à organização do campeonato do mundo da natação adaptada de 2017. O sucesso deste Europeu pode ter muita influência nessa candidatura”, disse António José Silva. O líder federativo lembrou ainda que o Europeu de natação adaptada é a primeira de duas provas de qualificação que decorrerá em Portugal, uma vez que em junho vai decorrer em Setúbal a segunda e última prova de qualificação olímpica de águas abertas para o Rio2016.

Em termos competitivos, Mariett Matias, diretora técnica de natação adaptada da FPN, antevê uma competição renhida, com a presença “seleções fortíssimas com muitos dos melhores nadadores do Mundo”. A seleção portuguesa para a competição só será conhecida em março, depois do campeonato nacional de inverno, que se disputa a 5 e 6 de março.

Portugal tem um histórico de várias medalhas na competição, tendo as últimas, duas de bronze, sido conquistadas em 2014 por Nelson Lopes (S4) e David Grachat (S9). Durante esta semana estarão no Funchal vários responsáveis do IPC para ultimar os pormenores para a competição, que será apresentada em conferência de imprensa na próxima quarta-feira.

Fonte: Sapo Desporto

Comentários