Maior desfile de moda inclusiva do país

Cinquenta modelos portadores de deficiência vão desfilar, a 30 de setembro, a partir das 21h00, no Campo da Vinha. Trata-se do evento "NEE'd for Fashion", que vai ser «o maior desfile de moda inclusiva do país». O anúncio foi feito por Loide Belo Hardman, mentora do projeto "NEE'd for Dance", que ontem promoveu uma manhã de dança inclusiva, no estádio 1.º de Maio.

A iniciativa, que vai ter entrada livre, conta com o apoio de entidades como a Braga Eventos, a Strass Models ou a Bogalha. Loide Belo Hardman referiu que este evento faz parte do programa de atividades que o projeto desenvolve, quer com iniciativas próprias quer em colaboração com outras instituições.Em parceria com a Braga Ciclável, os utentes do projeto "NEE'd for Dance" vão andar de bicicleta, no próximo sábado, a partir das 14h30, na Avenida Central, no âmbito do III Braga Cycle Chic.

Projeto precisa de apoio para poder crescer
Loide Belo Hardman disse que iniciativas como a NEE'd for Dance Party – 1.ª Mega Aula de Dança Inclusiva, que decorreu ontem, têm a dupla finalidade de angariar fundos e de promover a sensibilização para a problemática da deficiência, «Queremos proporcionar momentos diferentes às nossas crianças e respetivas famílias», explicou.

A mentora adiantou que o projeto é totalmente gratuito para os 50 participantes de todas as faixas etárias, assegurado por cerca de 20 voluntários. Loide Belo Hardman salientou que a promoção das atividades tem custos, por isso o projeto tem que angariar fundos para não sobrecarregar as famílias.
No fim de semana passado, o grupo fez a primeira atuação fora de Braga, na Festa do Avante, numa deslocação que incluiu uma visita ao Oceanário, que algumas crianças não conheciam. O projeto custeou a viagem das crianças e dos acompanhantes.

«As despesas das iniciativas com crianças com algum tipo de limitação aumentam drasticamente, porque é preciso transporte adaptado, condições específicas a nível de alojamento e acompanhantes. Para fazermos alguma atividade, precisamos do dobro ou do triplo a nível monetário», acrescentou Raquel Cunha, da mesma organização. «As crianças gostam muito de dançar e desta parte lúdica, que ajuda à parte terapêutica, mas não podemos ser um peso no orçamento das famílias. Por isso, pedimos à sociedade que nos ajude a proporcionar estas experiências às crianças e às famílias», sublinhou Loide Belo Hardman.

Destaque
A vereadora do Desporto, Sameiro Araújo, marcou ontem presença na "NEE'd for Dance Party" – 1.ª Mega Aula de Dança Inclusiva. Esta responsável destacou que a Câmara tem sido parceira nos eventos que o projeto NEE'd for Dance tem desenvolvido, dando o «apoio possível». «Estamos já a pensar noutros apoios para outros eventos que a esta associação vai organizar», adiantou.

Sameiro Araújo destacou que esta é «uma causa muito nobre», que merece ser apoiada. «Esta associação tem feito um trabalho excelente», elogiou. Deixou aindaum «bem-haja» aos voluntários que dinamizam eventos destinados a crianças para as quais «há pouca oferta de atividades».

Fonte: Diário do Minho

Comentários