A falta de respostas para as falhas na atribuição de produtos de apoio


O trabalho que fazemos nas comissões tem destas coisa que irritam. Nós perguntamos, mas só há respostas de vez em quando.

Perguntei porque é que o Ministério da Saúde tinha poupado quase 5 milhões de euros da verba que tinha para atribuir produtos de apoio em 2016.

Perguntei como é que é possível alterar um Decreto Lei através de uma Circular Normativa e introduzir uma condição de recursos no fornecimento de fraldas.

E perguntei ainda porque é que cateteres externos estão previstos na lista homologada de Produtos de Apoio mas não estão na Lista dos dispositivos médicos comparticipados, obrigando os utilizadores a pagar cerca de 1,5 euros por cada um quando deviam ser disponibilizados com uma comparticipação de 100%

Vejam AQUI o vídeo e digam-me se perceberam as respostas a estas questões.

Fonte: https://www.facebook.com/jorge.falcato

Comentários