Atividades desportivas gratuitas para tirsenses com necessidades especiais

“O desporto é para todos, mesmo na competição”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto. A 12 de junho, o Parque Urbano Sara Moreira foi palco de uma mostra dos desportos que a partir de setembro as pessoas portadoras de deficiência vão poder praticar em Santo Tirso. Boccia, karaté, ténis de mesa, andebol, atletismo em cadeira de rodas, natação, orientação ou um centro de treino adaptado, equivalente a um ginásio, são as opções ao dispor dos atletas.


A autarquia, focada na inclusão social das pessoas portadoras de deficiência, apresentou um Plano Municipal de Desporto Adaptado para que todos, sem exceção, possam melhorar a condição física, a confiança e autoestima.

A preocupação com a prática desportiva de pessoas com mobilidade reduzida não é de agora, mas, a partir de setembro, a autarquia vai “iniciar um programa concelhio, de caráter anual, que faz parte da preocupação com a coesão social, do Plano Municipal de Saúde e de quando se diz que ninguém fica para trás nas políticas sociais”, afirmou Joaquim Couto.

A novidade, desvendou, “é que a partir de setembro arranca o campeonato do desporto adaptado municipal, que terá várias modalidades adaptadas à deficiência”.

João Correia é uma das imagens de marca do desporto adaptado. Para onde quer que vá, este atleta paraolímpico leva Santo Tirso no coração. Começou a prática desportiva há 17 anos e na altura tinha que se deslocar a Braga para poder praticar desporto. Agora, diz, Santo Tirso está preparado para receber todos os atletas e é importante “tirar as pessoas portadoras de deficiência de casa, porque o desporto permite atingir metas que achamos inalcançáveis”.

Fonte: Jornal do Ave

Comentários