Natureza Acessível: Joëlette

A joëlette é um equipamento de transporte todo-o-terreno mono-roda, que permite a prática de pedestrianismo e o acesso a áreas montanhosas ou com pisos mais irregulares, a todas as pessoas com mobilidade reduzida, e que é utilizada onde as cadeiras de rodas ou outros auxiliares da marcha, não permitem circular autonomamente, proporcionando segurança e conforto aos clientes por si transportados.

Nas palavras de uma das suas utilizadoras, “a joëlette é uma máquina infernal, uma liteira do séc. XXI arraçada de riquexó, que serve para levar a passear por montes e vales, por cima de toda a folha, qualquer pessoa que tenha dificuldade em pôr um pé à frente do outro”.

Crianças ou adultos, mesmo aqueles que apresentam maior grau de dependência, podem desfrutar do contacto com a natureza, com o auxílio de dois acompanhantes.

Este equipamento chama-se “Joëlette” (Little Joel) graças ao seu inventor Joël Claudel, guia de montanha que pretendia continuar a levar a passear o seu sobrinho Stéphane com uma doença muscular degenerativa.

Em Fevereiro de 2012, a micro-empresa Desafio das Letras (DDL), numa parceria com o Município da Lousã, desenvolveu o projecto de responsabilidade socialexperience.NATURE – ecoturismo inclusivo, numa perspetiva na qual todos os participantes são convidados a participar, interagir e entreajudar-se, num resultado que é verdadeiramente inclusivo e que tem como objetivo permitir que pessoas com mobilidade reduzida possam participar em passeios em ambientes que habitualmente evitam: caminhos rurais sem acesso automóvel, trilhos pedestres ou mesmo, em extensões limitadas, campo e matas sem caminho definido, através da cedência de uma joëlette, condicionada geograficamente aquele território e à sua disponibilidade.

Como a construção de uma joëlette é tecnicamente exigente e sua a produção comercial relativamente pequena, o preço de mercado é elevado (cerca de 2600€). A joëlette da DDL foi assim adquirida pelo sistema de crowdfunding (i.e. sistema de financiamento colectivo através da internet).

Se quiser conhecer melhor este projecto veja o seguinte vídeo:


PS: Versão ainda mais evoluída deste mesmo conceito:


Fonte: Lisboa Inacessível

Comentários