quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Joquinha na Cidade de Miau


Até que enfim a Caroline Soares (Carol para nós) consegui realizar um dos seus sonhos. Uma editora aceitou publicar seu primeiro livro. Neste caso infantil “Joquinha na Cidade de Miau”.

Sei da luta que travou e dos "nãos" que recebeu. Mas nunca desistiu e jamais pôs a sua deficiência em destaque. Assim tem certeza que seu livro foi aceite pela sua qualidade e não por “esmola”.

Já li o livro e gostei muito da estória. Aconselho-o a todos.

O lançamento vai ser dia 17 de Setembro na Biblioteca Municipal José Marmelo e Silva em Espinho. E claro que tudo farei para presenciar este lindo momento para a nossa Carol.

Aqui fica o convite para todos nós:

A Câmara Municipal de Espinho, a autora Caroline Soares, e a Papiro Editora têm o prazer de convidar V. Exa. a estar presente no lançamento do livro Joquinha na Cidade de Miau, que terá lugar no dia 17 de Setembro pelas 15h30, na sala polivalente da Biblioteca Municipal José Marmelo e Silva.

Biblioteca Municipal José Marmelo e Silva, Avenida 24, Parque João de Deus, ESPINHO
email: bme@cm-espinho.pt

Papiro Editora, Porto
Rua de Pinto Bessa nº 615 | c.p. 4300-433
t. 220 120 144/5/6/7/8/9 | f. 220 120 143 | e. info@papiroeditora.com
blog: blogdapapiroeditora.blogspot.com | site: www.papiroeditora.com

Protector antiescaras de perna e tornozelo

Não aconselho e nem sou fã dos produtos feitos com este tipo de material para nos proteger, mas neste caso até acho uma alternativa razoável.

Conheço alguns sistemas de protecção feitos com outros materiais mais adequados, mas que protejam a perna toda não.

Almofada longa anti-escara para membros inferiores,com fitas em malha de algodão. Bilateral.

Fonte: Ortopach

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Resultados de análises e exames deixam de existir em papel no próximo ano


Os resultados de análises, radiografias e outros exames pedidos pelos médicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) vão passar, no próximo ano, a ser enviados para os clínicos e utentes apenas por via eletrónica, disse hoje fonte oficial.

Ainda sem data para vigorar, a alteração será a segunda fase do processo de requisição daqueles meios de diagnóstico apenas por via eletrónica, que começa na quinta-feira, disse à agência Lusa o vice-presidente da Administração Central dos Sistemas de Saúde, Fernando Mota.

A alteração vai acabar com a necessidade de os utentes se deslocarem para irem “levantar” o resultado dos exames, podendo a eles aceder através de computador, tal como sucede com os médicos, que deixam de ter que transcrever as conclusões dos exames para o processo do doente, já que poderão anexá-lo informaticamente, especificou aquele responsável.

Ao contrário do que sucedeu com a prescrição eletrónica de medicamentos, agora com os exames a situação deverá decorrer com menos sobressaltos, já que o universo de médicos envolvidos é constituído apenas pelos clínicos que trabalham no SNS, considerou Fernando Mota.

Além das vantagens para utentes e médicos, as inovações permitem um maior controlo sobre a prescrição de exames e funcionarão com dissuasor para eventuais fraudes, acrescentou.

O bastonário da Ordem dos Médicos disse estar “menos preocupado” com eventuais problemas com o alargamento da prescrição eletrónica aos exames do que quando se tratou dos medicamentos, já que agora só estão envolvidos os médicos do SNS.

“Trata-se de uma imposição do Estado a si próprio”, considerou José Manuel Silva em declarações à agência Lusa.

Salientou, no entanto, que o processo não irá funcionar a 100 por cento no início, tal como sucedeu com os medicamentos, mas disse esperar que o Ministério da Saúde salvaguarde forma de ultrapassar as situações em que o recurso aos meios informáticos não seja possível.

Fernando Mota disse que eventuais falhas no sistema informático serão ultrapassadas com o preenchimento manual das requisições para os exames em modelo oficial e específico para o efeito.

Fonte: Sapo Saúde

Mochilas para cadeira de rodas

Procurei no mercado uma mochila para cadeira de rodas eléctrica. Praticamente nada de jeito encontrei. Tive que optar por comprar uma mochila normal e comum.

Deixo-vos abaixo imagens do que encontrei. Praticamente todas da Kuschall



Este modelo é produzido pela Ortopach. Falei com eles e prontificam-se a alterar e até criar conforme nosso pedido.

Encontrei duas deste género. Para telemóvel, por exemplo.

Concurso Praia mais Acessível - abertura de candidaturas


Está aberto o concurso anual para atribuição do Prémio Praia + Acessível (que tem o patrocínio da Fundação Vodafone Portugal), devendo as candidaturas ser remetidas para o Instituto Nacional para a Reabilitação, IP, até ao dia 15 do próximo mês de Setembro.

As Autarquias com praias classificadas como acessíveis na presente época balnear estão convidadas a participar, podendo candidatar-se com uma das suas zonas balneares galardoadas com Bandeira Acessível.

Para mais informação, deverá ser consultado o Submenu Programas e projectos > Prémios > Prémio Praia + Acessível, onde se encontram o Regulamento do Concurso e o Formulário de Candidatura.

Fonte: INR

sábado, 27 de agosto de 2011

Portugal conquista ouro e bronze na Taça do Mundo de boccia


Portugal conquistou duas medalhas na Taça do Mundo de boccia, com Abílio Valente a assegurar o ouro na classe BC2, e Domingos Vieira a garantir o bronze na competição individual de BC4.

Abílio Valente, estreante em competições internacionais, garantiu a medalha de ouro na classe BC2 ao derrotar na final, por 4-2, o britânico Nigel Murray, campeão mundial e líder do ranking internacional.

Depois de ter sido derrotado na meia-final, pelo brasileiro Eliseu dos Santos, que acabou por conquistar a medalha de ouro, Domingos Vieira garantiu o bronze ao vencer Wai Yan Vivian, de Hong Kong.

As duas medalhas conquistadas no último dia de provas juntam-se à de bronze arrecadada na competição de pares BC3, conquistada por Armando Costa, Luís Silva e José Carlos Macedo.

Por selecção, Portugal, que venceu quatro das cinco edições anteriores da competição, terminou na segunda posição, atrás da Coreia do Sul.

Além das três medalhas, Portugal garantiu também mínimos para os Jogos Paralímpicos Londres2012, nas categorias de equipas (BC1 e BC2) e pares BC3.

Nas restantes provas individuais do dia, António Marques e João Paulo Fernandes foram afastados nos quartos-de-final da classe BC1, enquanto os três atletas de BC3 - Armando Costa, Luís Silva e José Carlos Macedo - perderam nos "oitavos".

Na categoria BC2, Cristina Gonçalves e Fernando Ferreira, deixaram a prova nos 16 avos-de-final, enquanto na classe BC4, para atletas com doenças neuromusculares, Pedro da Clara foi afastado nos oitavos-de-final.

O boccia é uma modalidade exclusiva dos Jogos Paralímpicos, destinada a atletas com paralisia cerebral em cadeira de rodas ou com doenças neuromusculares, podendo ser disputado individualmente, em pares ou por equipas, sem divisão por sexos.

A categoria BC1 junta os atletas com grau de deficiência mais severo, enquanto a BC3 é disputada por atletas que necessitam do auxílio de calhas para efectuarem os lançamentos. Na categoria BC4 são agrupados os atletas com doenças neuromusculares.

A sexta edição da Taça do Mundo de boccia juntou na Universidade de Ulster, em Belfast, na Irlanda do Norte, 191 atletas de 33 países.

Fonte: TSF

Mais detalhes: Braga Boccia

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Meu suplemento vitaminico


Uma vez por ano, tomo suplemento vitaminico Centrum. Isto depois de fazer análises gerais e verificar se há deficit vitaminico ou não.

Ficamos com uma ideia da quantidade e mais adequado a tomar. Isto porque existe uma grande variedade.

Convém sempre fazer um reforço. Todos sabemos que nossas defesas são frágeis e geralmente tomamos grandes quantidades de antibióticos que resolvem um problema, mas por outro lado prejudicam-nos e muito.

Costumo toma-lo antes do Inverno e em jejum, ou com estômago vazio. Organismo aproveita-o melhor.

Embora seja um produto de venda livre, convém consultar seu médico antes de iniciar tratamento.

FDA aprova o Botox para tratar a incontinência urinária


O Food and Drug Administration (FDA), nos EUA, aprovou o uso da injeção de Botox (toxina botulínica) para tratar a incontinência urinária decorrente de patologias neurológicas, como lesões medulares e esclerose múltipla.

Algumas doenças neurológicas podem levar à incapacidade para armazenar a urina na bexiga, uma condição conhecida como hiperatividade da bexiga. Atualmente, o tratamento desta condição inclui a prescrição de medicamentos para relaxar a bexiga ou o uso de um cateter para esvaziar a bexiga regularmente.

O FDA aprovou o uso do Botox agora para a incontinência urinária. O tratamento consiste em injetar a toxina botulínica na bexiga, resultando em um relaxamento deste órgão, um aumento da sua capacidade de armazenamento e uma diminuição da incontinência urinária.

A injeção de Botox na bexiga é realizada através da cistoscopia, um procedimento que permite ao médico visualizar o interior da bexiga. A duração do efeito do Botox na incontinência urinária em pacientes com hiperatividade da bexiga associada a uma condição neurológica é de até 10 meses.

A eficácia de Botox para tratar este tipo de incontinência foi demonstrada em dois estudos clínicos envolvendo 691 pacientes. Os pacientes tinham incontinência urinária resultantes de lesão medular ou de esclerose múltipla. Ambos os estudos mostraram uma diminuição estatisticamente significativa na frequência semanal de episódios de incontinência no grupo do Botox em comparação ao grupo que recebeu placebo.

Além de seu uso para melhorar a aparência de linhas de expressão facial, o Botox também é aprovado pelo FDA para o tratamento de enxaqueca crônica, certos tipos de rigidez ou contratura muscular, transpiração excessiva nas axilas e contração anormal da pálpebra.

As reações adversas mais comuns observadas após a injeção de Botox na bexiga foram infecção do trato urinário e retenção urinária. Aqueles que desenvolvem retenção urinária após o tratamento de Botox podem fazer um auto-cateterismo para esvaziar a bexiga.

Obs: Fiquei um pouco confuso com esta noticia, pois em Portugal este tratamento já existe há muito tempo.

Fonte: news.med.br

Cuidados Continuados: Trás-os-Montes vai contar com mais 131 camas


No distrito de Vila Real serão criadas, em Boticas, mais 30 camas. No de Bragança, o concelho capital de distrito e Mirandela receberão 101. No total foram aprovados 19 projectos para a região Norte, um investimento na ordem dos 42 milhões de euros que permitirá a criação de mais de 730 lugares em unidades de convalescença ou de internamento de média e longa duração.

Inserido num pacote de 19 projectos previstos para toda a Região Norte, estão três que vão trazer para Trás-os-Montes mais de uma centena de lugares na Rede de Cuidados Continuados, estando previsto um investimento na ordem dos oito milhões de euros, confirmou fonte “ON.2 – O Novo Norte” (Programa Operacional Regional do Norte) que, no dia 19, aprovou mais um pacote de investimentos.

Fonte: A Voz de Trás-os-Montes

Boccia: Portugueses nas fases finais


Dez dos 11 atletas portugueses presentes na Taça do Mundo de boccia, que decorre em Belfast, garantiram esta quinta-feira presença nas fases finais das competições individuais, a disputar sexta-feira.

Nas classes BC1 e BC2, destinada a atletas que jogam com as mãos ou com os pés, qualificaram-se nas poules, disputadas nos últimos dois dias, os atletas António Marques, João Paulo Fernandes, Abílio Valente, Cristina Gonçalves e Fernando Ferreira.
Armando Costa, José Carlos Macedo e Luís Silva asseguraram presença nos jogos decisivos da classe BC3, na qual os atletas jogam com o auxílio de calhas.

Na categoria BC4, destinada a atletas com doenças neuromusculares, apenas Susana Barroso não conseguiu o apuramento, tendo-se qualificado Pedro da Clara e Domingos Vieira.
A sexta edição da Taça do Mundo, competição que Portugal já conquistou quatro vezes, reúne na Universidade de Ulster 191 atletas de 33 países.

Nas provas coletivas, que decorreram antes das individuais, Portugal conquistou uma medalha de bronze, na categoria de pares BC3, através dos atletas Armando Costa, José Carlos Macedo e Luís Silva.

Os atletas portugueses garantiram também mínimos para as competições de pares e equipas, em pelo menos duas categorias, nos Jogos Paralímpicos2012.

O boccia é uma modalidade exclusiva dos Jogos Paralímpicos, destinada a atletas com paralisia cerebral em cadeira de rodas, ou com doenças neuromusculares, podendo ser disputado individualmente, em pares ou por equipas, sem divisão por sexos.

Fonte: DN

Boccia - Portugal dá cartas no campo e na produção de material


Portugal é uma das grandes potências mundiais do boccia, uma modalidade destinada a atletas com deficiência, mas também “dá cartas” na produção e comercialização de todo o material de jogo, liderando o mercado, num negócio gerido on-line.

As bolas Boccas mostram-se em 2002, ano em que Portugal acolheu o campeonato do Mundo da modalidade. Desde então, a marca tem crescido, produzindo e comercializando todo o material de jogo como calhas, marcadores eletrónicos, capacetes, bancos para acompanhantes auxiliares e até compassos e fitas métricas.

“Os jogos de bolas eram produzidos apenas na Dinamarca e na Nova Zelândia. Pensei em começar a produzir jogos e mostrei o primeiro modelo na Póvoa de Varzim em 2002”, conta Luís Ferreira, proprietário da empresa e professor de educação física.

Depois do sucesso inicial das primeiras bolas, o negócio começou a crescer com muitos países a adquirirem jogos “made in Portugal”, compostos por 13 bolas, feitas em pele - cosidas à mão - e cheias com um material sintético.

Luís Ferreira, que trabalha na Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) com atletas de boccia, começou depois a produzir também calhas - para os atletas que não conseguem lançar a bola com os pés ou com as mãos - e outro

material de jogo.

Hoje, garante que o material português “tem muita procura” e assegura que a empresa, cuja montra é um site na internet, “é indiscutivelmente líder de mercado”.

Luís Ferreira acredita que a grande vantagem da Boccas é o facto de estar ligado à modalidade “e conhecer as necessidades dos atletas em termos de material”, e assegura que a melhor publicidade “é a do passa palavra”, embora ainda lembre os tempos em que ia a “competições a Espanha, numa autocaravana mostrar produtos”.

Na Taça do Mundo de boccia, que decorre em Belfast, muito do material utilizado pelas 31 seleções presentes é produzido pela empresa portuguesa, que, mesmo durante a competição, recebe encomendas de países tão diferentes como Coreia do Sul, Estados Unidos ou Austrália.

O Brasil, que nos Jogos Pequim2008 teve dois campeões paralímpicos - com bolas Boccas -, é um mercado em ascensão, que Luís Ferreira não quer perder de vista, ponderando mesmo a hipótese de produzir lá o material.

Com a empresa, que gere todo o negócio on-line, implantada no mercado, Luís Ferreira garante que o essencial “é estar sempre à frente, na perspetiva de fazer coisas novas e responder às necessidades dos atletas”.

Fonte: Corrreio do Minho

Paralímpicos: Londres2012: Portugal espera apurar 40 atletas


O Comité Paralímpico de Portugal (CPP) espera que se venham a apurar 40 atletas lusos para os Jogos Paralímpicos de Londres'2012, com início a 29 de agosto, nos quais estarão 4.200 representantes de 147 países.

O CPP perspetiva a presença de atletas portugueses em pelo menos quatro modalidades: atletismo, boccia, natação e remo.

Um comunicado do Comité Paralímpico de Portugal, divulgado hoje, recorda que os Jogos Paralímpicos abrangem atletas com deficiências físicas (de mobilidade, amputações, cegueira ou paralisia cerebral) e, até 2.000, atletas que sofram de deficiência mental, sendo que, após um interregno de 12 anos, será assinalado o regresso de atletas com deficiência mental.

Diário Digital / Lusa

Jornadas de Mergulho sem Barreiras em Coimbra

Jornadas de Mergulho sem Barreiras desafiam a novas experiências subaquáticas, em Coimbra
O município de Coimbra acolhe no próximo dia 18 de Setembro, domingo, a primeira edição das Jornadas de Mergulho sem Barreiras, uma iniciativa, da Associação Cometa Portugal que pretende proporcionar às pessoas com mobilidade condicionada uma nova experiência subaquática.

Todas as, as pessoas a partir dos 10 anos de idade portadores de deficiência, poderão realizar gratuitamente a experiência de mergulho adaptado, com o apoio de técnicos/monitores especializados e credenciados internacionalmente.

As Jornadas de Mergulho sem Barreiras terão lugar no Complexo Olímpico de Piscinas Municipais do centro Comercial Dolce Vita de Coimbra, entre as 10h00 e as 18h00, seguindo-se, às 18h30, um colóquio sobre “Inclusão, um desafio para todos”

Esta iniciativa é promovida pela Associação Cometa Portugal com os técnicos e monitores da Disabled Divers International, uma organização mundial dedicada à promoção do mergulho para pessoas com deficiência e conta com o apoio da Câmara Municipal de Coimbra.

No colóquio “Inclusão: um desafio para todos”, a decorrer também no espaço do complexo Olímpicos das Piscinas Municipais, haverá as intervenções de personalidades locais e da organização.

Estas jornadas terão o seu término com a entrega de diplomas de baptismo de mergulho a todos os participantes.

Regulamento:
1- O mergulho é gratuito;
2- A organização dispensa aos participantes, todo o equipamento necessário para o mergulho;
3- A ordem do mergulho é feita pelo nº atribuído no ato de inscrição;
4- Número máximo de participantes 20 (vinte);

Para mais informações e inscrições contacte a organização através do e-mail: cometaportugal@hotmail.com ou no posto de atendimento da Associação Cometa Portugal, no Serviço de Medicina Física e de Reabilitação dos HUC , ou ainda pelo telefone
nº 239 400 555

Enviado por e-mail

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Organismo Ligados á Deficiência

- Instituto Nacional Para a Reabilitação


A
- ASIA-American Spinal Injury Associaton
- Ass. Nac. Dos Deficientes Sinistrados No Trabalho
- Associação Portuguesa Deficientes
- A FORMEM - Federação Portuguesa de Centros de Formação Profissional e Emprego de Pessoas com Deficiência
- ACAPO - Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal
- AADVDB - Associação de Apoio aos Deficientes Visuais de Braga
- ANDDEMOT - Associação Nacional de Desporto para Deficientes Motores
- Associações Desportivas para Pessoas com Deficiência
- ANDDI - Associação Nacional de Desporto para a Deficiência Intelectual
- ANDDVIUS - Associação Nacional de Desporto para Deficientes Visuais
- Associação de Boccia Luis Silva
- ANACR - Associação Nacional de Atletismo em Cadeira de Rodas
- ARIA - Associação de Reabilitação e Integração Ajuda
- Associação dos Deficientes das Forças Armadas
- Ass. Beneficiência Popular de Gouveia
- Associação Salvador
- Associação Portuguesa de Doentes Neuromusculares
- Alzheimer Portugal
- ANACED - Associação Nacional de Arte e Criatividade para Pessoas com Deficiência
- Pintores com a Boca e os Pés
- Associaton Sexualité et Handicaps Pluriels
- APPT21 - Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21
- AFID - Associação Nacional de Famílias para a Integração da Pessoa Deficiente
- ANEM - Associação Nacional de Esclerose Múltipla
- TEM - Associação Nacional Todos com Esclerose Múltipla
- ANEA - Associação Nacional de Espondilite Anquilosante
- ANDAR - Associação Nacional dos Doentes com Artrite Reumatóide
- ANFQ - Associação Nacional de Fibrose Quística
- APO - Associação Portuguesa de Ostomizados
- ARCIL - Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados da Lousã
- Anarp - Associação Nova Aurora na Reabilitação e Reintegração Psicossocial
- ASMAL - Associação de Saúde Mental do Algarve
- APPACDM - Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Lisboa
- ASAE - Associação de Surdos da Alta Estremadura e outras
- ACREDITAR - Associação de Pais e Amigos das Crianças com Cancro
- AMORAMA - Associação de Pais e Amigos de Deficientes Profundos
- ACA-M - Associação de Cidadãos Auto-Mobilizados
- ADEB - Associação de Apoio aos Doentes Depressivos e Bipolares
- ANA-AVC - Associação Nacional de Afásicos
- APDR - Associação Portuguesa de Doentes de Parkinson
- APADIMP - Associação de Pais e Amigos dos Diminuídos Mentais de Penafiel
- APPACDM - Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental e Centro de Emprego Protegido de Viana do Castelo
- APLV - Associação Portuguesa dos Limitados da Voz
- A ADRNP - Associação dos Doentes Renais do Norte de Portugal
- APPACDM - Associação Algarvia de Pais e Amigos de Crianças Diminuídas Mentais do Algarve
- Associação Portuguesa de Acondroplasia
- Associação de Educação e Apoio na Esquizofrenia
- APPDA - Associação Portuguesa para Protecção aos Deficientes Autistas
- AMA - Associação de Amigos do Autismo
- AIA - Associação para a Inclusão e Apoio ao Autista
- APOI - Associação Portuguesa Osteogenese Imperfeita
- Aliança Portuguesa de Associações de Doenças Raras
- APCL - Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa
- ADAPECIL - Associação de Amor para a Educação de Cidadãos Inadaptados da Lourinhã
- Associação Portuguesa de Dislexia
- APSA - Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger
- APSXF - Associação Portuguesa da Síndrome do X Frágil
- APPDAE - Associação Portuguesa de Pessoas com Dificuldades de Aprendizagem Especificas
- Associação Portuguesa de Paramiloidose
- Associação para a Autonomia e Integração de Jovens Deficientes
- APCDI - Associação Pró Cidadão Deficiente Integrado
- Associação Para o Emprego de Deficientes do Distrito de Beja
- APADIF - Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial
- APAC - Associação de Pais e Amigos de Crianças
- ASTA - Associação Sócio-Terapêutica de Almeida
- ERID - Associação Educar, Reabilitar e Incluir Diferenças
- ARDAD - Associação da Região do Douro para Apoio a Deficientes
- Associação 2000 de Apoio ao Desenvolvimento – A2000
-AconteSer


B
- BIPP - Instituição de Apoio a Deficientes e seus Familiares
- Braga Boccia.


C
- Confederação Nac. dos Organismos de Deficientes
- Cercitop - Centro de Educação e Reabilitação de Deficientes de Todo o País
- CNIS - Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade Social
- CRID-Centro de Reabilitação e Integração de Deficientes
- Curva Quatro - Centro de Emprego Protegido do CECD Mira-Sintra
- Centro de Deficientes Santo Estevão em Fátima
- Centro de Deficientes Profundos - João Paulo II em Fátima
- CIRE - Centro de Integração e Reabilitação de Tomar
- CRIA - Centro de Reabilitação Infantil de Abrantes
- Crinabel Teatro
- CEDEMA - Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Mentais Adultos
- CEERDL - Centro de Educação Especial Rainha Dona Leonor
- C.E.C.D. Mira Sintra - Centro de Educação para o Cidadão Deficiente, C.R.L.
- CRIT - Centro de Reabilitação e Integração Torrejano
- CADAT - Centro de Apoio a Deficientes do Alto Tâmega


D- LGTB-Asociación de Discapacitados Gay
- Comité Paralimpico de Portugal
- Desporto Adaptado
- CODEM - Confederação Portuguesa para a Deficiência Mental
- CRID – Centro de Recursos para a Inclusão Digital
- CERE - Centro de Ensino e Recuperação do Entroncamento
-Diferenças - Centro de Desenvolvimento Infantil


E
- Surf para deficientes
- Elo Social - Associação para a Integração e Apoio ao Deficiente Jovem e Adulto
- Existir


F
- FED - Fórum Europeu da Deficiência
- Fundação Christopher e Dana Reeve
- Federação Portuguesa de Desporto Para Pessoas com Deficiência
- Fórum tetraplégicos e paraplégicos
- FPDA - Federação Portuguesa de Autismo e suas associadas
- Fundação Liga
- FEDRA – Federação de Doenças Raras de Portugal e Associados
- FPAS - Federação Portuguesa das Associações de Surdos
- FAPPC - Federação das Associações Portuguesas de Paralisia Cerebral
- FNERDM - Federação Nacional de Entidades de Reabilitação de Doentes Mentais
- Fraternidade Cristã dos Doentes Crónicos e Deficientes Físicos
- Federação Mundial de Karaté Adaptado


G
- GTAEDES - Grupo de Trabalho para o Apoio a Estudantes com Deficiências no Ensino Superior
- GIS - Gabinete Integrado de Serviços de Saúde Mental


H




O

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Sexualidade e Lesão Medular

A sexualidade envolve não somente a atividade sexual biológica, mas também oconceito da pessoa de masculinidade ou feminilidade. Ela afeta a maneira pela qual as pessoas reagem às outras e são percebidas por elas, sendo expressa não somente pelaintimidade física, mas também pelo carinho e intimidade emocional. (BRUNNER,2009) Sendo assim, a sexualidade não se perde com uma doença ou lesão, as pessoascontinuam com sua sexualidade mesmo após a lesão raquimedular.

Os problemas de sexualidade experimentados pelos pacientes com necessidadesespeciais incluem o acesso limitado às informações sobre a sexualidade, a falta deoportunidade para formar amizades e relacionamentos amorosos, a auto-imagem prejudicada e a auto-estima baixa. Essas dificuldades provêm de uma "dessexualização"dos portadores de necessidades, um preconceito que se tem com grupos como idosos efisicamente incapacitados. Dessa forma, as pessoas com necessidades especiais podemter dificuldades emocionais e físicas que interferem nas atividades sexuais. (SILVA;ALBERTINI, 2007)

Infelizmente, a sociedade e alguns profissionais de saúde contribuem para esses problemas ao ignorarem a sexualidade do paciente e visualizarem as pessoas comnecessidades especiais como assexuadas. O próprio desconforto dos profissionais desaúde e a falta de conhecimento relacionado às questões da sexualidade impedem queforneçam aos pacientes como necessidades especiais e seus parceiros as intervençõesque promovem a intimidade sexual. (BRUNNER, 2009). Cabe a nós trazer esse assunto para discussão com os pacientes, incentivar os casais a descobrirem novas áreaserógenas e orientá-los.

A sexualidade é um aspecto fundamental da vida humana. É independente daidade, sexo ou status social, e apesar da existência de uma doença, ela pode e deve ser vivida positivamente, de maneira a causar bem-estar e satisfação.

Fonte e estudo completo: Aqui

MultiChair 6000



Informação completa: Nuprodx

Enviado por Fátima

Vela adaptada no Parque das Nações. Venha experimentar


Vamos re-iniciar a práctica da vela adaptada no próximo dia 7 de Setembro.

Gostaria de vos pedir que nos enviassem, por email ou sms, uma lista das 4ªs feiras (dias 7/14/21 e 28) que têm disponiveis para ir á vela durante o mês de Setembro.

Passem a palavra! Tragam mais amigos para a práctica da vela adaptada.

Queremos aproveitar ao máximo!! É uma excelente oportunidade para experimentar a custo zero. Basta que enviem um email para gulliver@gulliver.pt a manifestar interesse de participar. Todas as semanas há uma vaga para uma pessoa que nunca experimentou.

Saudações Gullivianas

Enviado por Isa Barata

Boccia: Portugal arrecada Bronze na Irlanda


Chegamos ao final dos 2 primeiros dias da prova das divisões colectivas na Taça do Mundo de Boccia que decorre em Belfast (Irlanda).

Portugal, através do seu Par BC3, integrado por José Carlos Macedo (SC Braga), Armando Costa e Luís Silva, alcançaram a medalha de bronze, após terem conseguido o 3º lugar no pódio. Portugal teve uma tarefa bastante difícil perante um Canadá de grande qualidade mas que os atletas lusos souberam vencer por 4 – 3.

De realçar que Portugal somente perdeu com a Grécia nas 1/2 finais, selecção que acabou por ser a campeã da prova BC3, tendo ainda eliminado a selecção coreana nos 1/4 de final, actual Campeã do Mundo.

O par BC3 português consegue o bronze na Taça do Mundo, depois de ter sido Campeão da Europa em 2009 e Vice-Campeão do Mundo em 2010, confirmando assim o grande valor dos nossos atletas nesta divisão da modalidade.

Em Equipas – BC1/BC2, António Marques, João Paulo Fernandes, Fernando Ferreira, Cristina Gonçalves e Abílio Valente, Portugal confirmou o seu favoritismo como cabeça de série do grupo E, tendo derrotado a República Checa por 10 – 1, a Eslováquia por 8 – 4, e a China por 7 – 3. Desta forma garantiu o 1º lugar do grupo e a passagem aos 1/4 de final onde defrontou a Tailândia, mas, infelizmente, não conseguiu levar de vencida a selecção tailandesa, com um resultado de 5 – 6.

Em Pares BC4 (Domingos Vieira – SC Braga -, Pedro Clara e Susana Barroso) não conseguiu o apuramento, após derrotas com a China (1 – 9) e com Hong Kong (3 – 6), vencendo somente o Canadá (7 – 6), o qual chegou ao 4º lugar na prova.

Nas 3 divisões colectivas, estes 2 primeiros dias trouxeram campeões de 3 continentes diferentes: em Pares BC3 venceu a Grécia, em Pares BC4 venceu o Brasil e em Equipas venceu a Coreia. Esta Taça do Mundo está a ser a prova mais disputada dos últimos tempos, pelo que se mantém grande expectativa para as provas das divisões individuais a decorrerem a partir do dia 24 de Agosto, onde Portugal tem sérios candidatos à vitória final.

Fonte e resultados completos: SCBraga

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

A equipa portuguesa de boccia e o par da categoria BC3 garantiram presença nos quartos-de-final da Taça do Mundo em Belfast


A equipa portuguesa de boccia e o par da categoria BC3 garantiram presença nos quartos-de-final da Taça do Mundo da modalidade, que decorre em Belfast (Irlanda), enquanto a dupla de BC4 adiou a decisão para segunda-feira.

Na poule E da primeira fase, a formação constituída por Cristina Gonçalves, Fernando Ferreira, Abílio Valente, João Paulo Fernandes e António Marques venceu os três jogos disputados com a República Checa (10-1), a Eslováquia (8-4) e a China (7-3).

Na categoria BC3, destinada a atletas que jogam com o auxílio de calhas, os portugueses Armando Costa, José Carlos Macedo e Luís Silva, asseguraram também a presença nos quartos-de-final da competição de pares, ao vencerem dois jogos e perderem um.

Em pares BC4, categoria na qual jogam atletas com doenças neuro musculares, Pedro da Clara, Domingos Vieira e Susana Barroso, adiaram a decisão da passagem à fase seguinte, ao vencerem um jogo e perderem outro.

O jogo decisivo da categoria de pares BC4, frente a Hong Kong - que também precisa de uma vitória para passar aos "quartos" -, disputa-se segunda-feira, dia em que se terminam as competições de pares e equipas.

Fonte: Record

Maxmat: Carrinho de compras adaptado

Como encontrar carros de compras adaptados, infelizmente ainda é noticia, deixo-vos este bom exemplo que encontrei na loja Maxmat, que fica no Retail Park de Abrantes:


Software inclusivo para Necessidades Educativas Especiais

O que é software inclusivo?

Entende-se por software inclusivo todo aquele que é concebido, desenvolvido e comercializado, de modo a ser acessível ao maior número possível de utilizadores, incluindo pessoas com deficiência. Software inclusivo é também aquele que atende às inteligências múltiplas de cada um e proporciona acesso multicanal.

Proporcionando oportunidades de aprendizagem diversificadas e adaptadas a cada um, pode ser utilizado tanto no “ensino regular por crianças e adolescentes no desenvolvimento da leitura e escrita”, como em “instituições de apoio a crianças e jovens com necessidades especiais”, permitindo também a sua manipulação através de diferentes tipos de dispositivos, desde ratos convencionais, rato de bola, joystick ou apontador de cabeça. Os programas têm também sintetizador de voz.

Conheça algumas soluções: Imagina

Hardware para Necessidades Educativas Especiais – Periféricos de acessibilidade

Sabe o que são periféricos de acessibilidade?

São dispositivos que constituem uma alternativa à forma convencional de aceder ou inserir informação no computador, substituindo o teclado e/ou o rato. São extremamente úteis para crianças mais novas, para aprendizes com necessidades especiais e para todos os jovens e adultos que necessitem de ajudas técnicas para acesso ao computador.

Conheça algumas soluções: Imagina

Acamados: Banho Fácil

Quem tem pessoas acamadas em casa sabe que a tarefa de dar banho é habitualmente árdua e desafiante para o cuidador. É também dolorosa e desconfortável para o paciente, dada a dificuldade de deslocamento.

Ao observar muitos casos de manuseio inadequado e sacrificante na hora do banho de acamados, a empresária Maria Ignez Monteiro, de 65 anos, moradora da cidade paulista de Lins, idealizou, passo a passo, o melhor meio de facilitar essa tarefa. Criou, assim, um dispositivo descartável chamado Banho Fácil.

Se é comercializado ou não, não sei. A ideia é interessante. Pode ser que sirva de inspiração a alguma empresa.

Enviado por: Fátima Rodinhas

Amanda, Digna de Ser Amada

A mensagem abaixo foi retirada do Blogue : Amanda Digna de Ser Amada:

Olá Amigos(as),

É difícil atravessar esta vida sem alguns desabores.....esse é o custo de viver*. Analisando a passagem do tempo, fico relembrando quando minha filha, Amanda, tão linda, foi diagnosticada com leucemia aos cinco anos. Isso aconteceu em fevereiro de 2000 e ouvir a notícia causou um grande choque. Eu não entendia o porquê de uma enfermidade tão grande em uma criança que nada fez de mal para ninguém. *O importante não é o que acontece, mas como vc reage, você cresce...qdo não perde a esperança, nem diminui a vontade e nem perde a fé*. Meu marido e eu choramos, nos lamentamos por tudo aquilo, fiz promessas, novenas, mas tenho a certeza de que DEUS curou a minha filha nessa época, não por merecimento nosso, mas por misericórdia, era uma chance para a gente virar pessoas ainda melhores.

Em fevereiro de 2002, perdi meu marido num terrível acidente. Outro desvio de uma vida que não estava nos planos que tínhamos feito, o de "envelhecermos juntos", ver nossos filhos crescerem, nossos netos, etc. Amanda já com sete anos, retornando para a escola com mais saúde, uma alegria no meio dessa turbulência que tive que viver. Um ano e cinco meses se passaram e quando tudo voltava ao "normal" minha filha teve uma recaída, e a leucemia, de estado grave passou a gravíssimo por causa do diagnóstico tardio. Ela contraiu infecção hospitalar, que afetou os pulmões, e foi transferida para a UTI de outro hospital, mas infelizmente tudo se complicou. Por erro médico (aguardando reparação e comprovação na Justiça), ela sofreu uma parada cardiorespiratória de 30 minutos, lesando seu cérebro por completo.

Eu questionava o porquê de DEUS permitir novamente tudo isso em minha vida, na vida de minha filha, que já tinha feito a lista de Natal com a relação de brinquedos que ela desejava ganhar, que fazia planos para sua festa de aniversário de nove anos....Sua infância foi tolhida, mas estamos crescendo na fé, olhar para trás com saudades, não com amargura no coração, buscando o perdão para aqueles que involuntariámente e/ou descaso não cumpriram com o seu papel que DEUS designou para cada um.

Quando foi diagnosticada realmente a tetraplegia eu me recordava daquele filme - Uma Janela para o Céu-, baseado em fatos reais, em que a personagem fica tetraplégica. Sua mãe teria que realizar tudo por ela, até mesmo algo simples como pentear os cabelos. Ali estava eu fazendo tudo igualzinho àquele filme. Deixamos para trás os deveres escolares, as brincadeiras de apostar corrida, as conversas na hora das refeições..., mas não deixamos para trás a certeza que crescemos quando superamos e valorizamos os caminhos que estão por vir.

Acreditar que existe milagres, e que este DEUS maravilhoso nos sonda diáriamente e deixar que Ele nos use e dizer eis aqui a minha vida Senhor - usa-me, Tranforma-me Senhor. *Fazemos disso um degrau de fé para subir mais na vida.

Sei agora que minha filha Amanda, hoje com quinze anos, veio para mudar a minha vida e a vida de todos que passariam por nós. Aprender com essa imensa dor, com as grandes perdas, que o valor da saúde é muito mais importante, aprendi também que devo agradecer mais do que pedir. Hoje Amanda é minha força diária, não é fácil vê-la assim, mas sei que tudo isso passará, não olhar para trás, não desistir é a meta, viver o presente com sabedoria e louvar por tudo isto em nossas vidas, as promessas de DEUS serão cumpridas e o futuro pertence à ELE, e um dia ela estará escrevendo seu próprio testemunho dizendo "EU SOU AMANDA, DIGNA DE SER AMADA.

Lousada acessível


A autarquia de Lousada está a desenvolver o programa Rampa, fruto de uma candidatura ao Quadro de Referência Estratégico Nacional. O Rampa - Regime de Apoio aos Municípios Para a Acessibilidade tem previsto a execução de diversas acções que contemplam a melhoria da qualidade de vida da população em termos das acessibilidades.

O programa corresponde à segunda geração de planos de promoção de acessibilidades apoiados pelo Programa Operacional Potencial Humano e está inserido na tipologia de intervenção que tem como objectivo promover acções de investigação, sensibilização e promoção de boas práticas. Deste modo as intervenções, que se inserem no Plano Local de Promoção da Acessibilidade, têm como base a área da mobilidade urbana de forma a proporcionar às pessoas que possuam algum tipo de deficiência ou incapacidade uma maior integração.

A candidatura foi aprovada em Dezembro de 2010 e tem a duração prevista de 24 meses.

Este projecto tem como destinatários a sociedade civil, organismos de administração pública central e local, professores e outros agentes do sistema educativo, alunos, pessoas ligadas ao comércio, turismo e transportes e ainda empresas, associações empresariais e outras entidades empregadoras.

São cinco as áreas de acção estratégicas do Rampa, que passam por aspectos importantes como a via pública, os edifícios, os transportes, a informação e comunicação e também a infoacessibilidade.

A vereadora da Acção Social, Cristina Moreira, ressalva que a candidatura a este programa assume-se como fundamental, pois somente uma sociedade que trate as pessoas de acordo com as suas desigualdades físicas e motoras poderá ter um mundo mais justo. "Muitas vezes são condições passageiras, fruto de acidentes, mas também de limitações impostas pela idade. Por isso, o objectivo é a inclusão e justiça social para que cada vez mais as pessoas se sintam bem acolhidas e as ruas por onde andam sejam, de facto, seguras e acessíveis", referiu.

Autarquia aderiu à rede de cIdades para os idosos

A pensar também nas pessoas com limitações físicas, muitas vezes causadas pela idade, a autarquia associou-se ao projecto "Cidades Amigas das pessoas Idosas". O projecto visa identificar os aspectos positivos e obstáculos referentes a oito áreas estratégicas para que cada município identifique as áreas que estão adaptadas ou precisam de ser melhoradas, de modo a facilitar o dia-a-dia dos idosos e de toda a população.

Em Portugal, a Associação VIDA – Valorização Intergeracional e Desenvolvimento Activo deu início ao Projecto denominado cIDADES. O Projecto é co-financiado pela Direcção Geral da Saúde e pela Fundação Calouste Gulbenkian. Neste sentido, num contexto de envelhecimento demográfico, a participação no projecto configura-se de bastante interesse pois o diagnóstico das condições que o município de Lousada oferece à população idosa é particularmente útil para o desenvolvimento de um Plano Gerontológico Municipal, para além, de aferir o nível de satisfação da população sénior relativamente às áreas estratégicas.

Fonte: Verdadeiro Olhar

Tábua de transferências e posicionamentos



Mais informação: Medinov

Enviado por: Fátima Rodinhas

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Suporte adaptado para cartas

Vejam o suporte que uso para poder jogar ás cartas.

Existe á venda em várias lojas, mas qualquer um pode mandar fazer.

Resposta do CMR Alcoitão a: Um raio-x no CMR Alcoitão

Recebi a resposta (tentativa) do Centro de Medicina de Reabilitação do Alcoitão sobre o episódio do raio-x. Lembram-se?

Minha resposta, já enviada, segue abaixo:

Senhores,

Em resposta á vossa carta com referência nº 2553, de 12 de Agosto de 2011

Incrível a maneira como resolvem uma situação como esta. Raio-x foi efectuado, ponto final. Tudo está certo. É isso que me respondem e vos interessa. Não me responderam a absolutamente nada do que perguntei. Parece até que não leram o que expus. Mas vou tentar insistir as vezes que forem necessárias:

1º - Nunca houve uma única vez que não “fosse detectada uma anomalia na prescrição” (palavras vossas);

2º - Cheguei ao Serviço de Imagiologia deveriam ser umas 15h20. Não me informam se nessa altura o Serviço de Imagiologia já estaria fora do seu horário de atendimento. Auxiliar informam que estava fora do seu horário. Podem me informar o horário habitual de funcionamento do Serviço de Imagiologia? Até porque a técnica (D. Lurdes), repetia que estava na sua hora. Se houver casos futuros, quero estar informado. Se me enviaram com a senha para fazer o exame ás 15h20, sabendo que estava encerrado, não tem lógica;

3º - Parece que não entenderam. A D. Lurdes recusou-se a atender-me porque segundo ela estava na sua hora. Se eu me transferisse sozinho ela faria-me o grande favor de realizar o raio-x fora do seu horário. Como lhe perguntei o nome e disse que ia relatar o caso ao gabinete do utente, porque já era a segunda vez que ia ao CMR de Alcoitão por causa deste exame, senhora foi pedir esclarecimentos a quem me enviou para seu serviço, vi-o. Só tinha outra alternativa. Voltar para casa, fazer mais 200 quilómetros e exame ficava sem fazer;

4º - Tenho direito ou não a ser auxiliado nas transferências por vossos auxiliares?;

5º - Tendo os senhores um gabinete de utente, e tendo-me dirigido ao mesmo na procura de respostas, sou atendido por uma senhora, que me informa que nada pode fazer e nem sequer orientar porque Assistente Social não está. Nem um espere um minuto, vou ver se posso ajuda-lo?;

No vosso último parágrafo, em resposta a minha exposição (em anexo), terminam escrevendo que o exame foi realizado e por isso está tudo certo. Interessa somente isso. Pena que assim seja. Como em cima escrevo, foi realizado porque não aceitei o não da técnica. Senão, teria ficado sem ser realizado.

Ao contrário dos senhores, para mim não foi normal o que aconteceu e como podem ver acima, eu continuo com muitas dúvidas que gostaria de ver esclarecidas.

Aviso-os também que estou a tornar este caso público, como o faço sempre, no TETRAPLÉGICOS, e nas redes sociais.

Estacionamento e acessibilidades

Várias situações

Aguardando respostas

Cumprimentos

Eduardo Jorge

Sistemas de transferência para veículos de pessoas com mobilidade reduzida

Somos uma empresa familiar com sede em Kildare na Irlanda, TML Mobility Solutions e atendemos às necessidades dos clientes irlandeses por mais de dez anos. Nós fornecemos equipamentos de soluções de mobilidade para idosos e deficientes.

Como parte do nosso serviço, nós oferecemos uma consulta inicial gratuita para avaliar e discutir as suas necessidades. Depois disso, podemos então sugerir uma solução que vai ser adaptado para cada cliente.

A prova do nosso sucesso é que 95% de todos os nossos clientes voltam novamente. Nós compromete-mo-nos a trabalhar consigo até chegarmos á sua solução de mobilidade. Por favor, dê uma olhada em nossa página de produtos, ou a nossa página de depoimentos para ver o que fazemos e o que nossos clientes pensam a nosso respeito.

Conheças as várias propostas de transferência.

Sistema Carony

Auto táxis adaptados Serra D'Arga


Serviço de táxi para Portugal e estrangeiro. Efectuamos o seu transporte personalizado em viaturas de luxo para o destino que pretender em Portugal ou para o estrangeiro com comodidade e segurança. Os nossos serviços incluem ida, ida e volta ou podemos ir buscá-lo ao local que nos indicar.

Para isso bastará fazer a sua reserva conforme abaixo indicado, tendo também à sua disposição uma galeria para selecionar a viatura que pretenda utilizar.

Os nossos motoristas têm as mais altas qualificações profissionais.

Frota Auto Táxis para pessoas com mobilidade reduzida

Mais informações: Auto Táxis Serra D'Arga

Noticia enviada por Isa Barata

Novas regras de prescrição de meios complementares de diagnóstico e terapêutica

Despacho n.º 10430/2011 [Diário da República, 2.ª Série — N.º 158 — 18 de Agosto de 2011] - Estabelece um conjunto de procedimentos e determina um conjunto de sete medidas respeitantes à introdução de ajustamentos relativos à prescrição de meios complementares de diagnóstico e terapêutica (MCDT).

Assegurar uma utilização mais racional e eficiente dos recursos disponíveis, sem prejuízo da garantia de acesso efectivo dos cidadãos, com elevada qualidade, aos cuidados de saúde que os seus estados clínicos exigem, constitui um dos objectivos fundamentais de uma política de saúde que vise assegurar o direito à protecção da saúde.

Pelo impacto que assume, pelas ineficiências detectadas e num contexto de condicionalismos externos severos, o sector convencionado, a par do sector da saúde em geral, está sujeito a um processo de mudança que exige, necessariamente, a adopção de um conjunto de medidas tendentes a assegurar o uso mais eficiente dos recursos públicos.

Em conformidade com o disposto na Lei de Bases da Saúde e a regulamentação do regime de celebração das convenções (Decreto–Lei n.º 97/1998, de 18 de Abril), o recurso aos serviços prestados através de convenção não pode colocar em causa o racional aproveitamento e rentabilização da capacidade instalada no sector público. Consequentemente, é exigível que as instituições hospitalares do Serviço Nacional de Saúde (SNS), atendendo à sua capacidade instalada, física e de recursos humanos, optimizem a sua capacidade disponível em meios complementares de diagnóstico e terapêutica (MCDT), contribuindo, desta forma, para a rentabilização da instituição e para satisfação da procura.

Por outro lado, sendo os cuidados de saúde primários o pilar central do Sistema de Saúde mostra-se necessário reforçar este nível de cuidados por forma a evitar o recurso a outros níveis mais dispendiosos e, simultaneamente, promover a criação de condições que possibilitem uma melhor gestão e a articulação efectiva entre instituições.

Face ao que antecede, é condição fundamental num sistema que se pretende direccionado para a obtenção de melhores níveis de eficiência global delinear um conjunto de procedimentos necessários à introdução de ajustamentos no modelo actual de prescrição de meios complementares de diagnóstico e terapêutica (MCDT).

Fonte: Escritos Dispersos

Ajudem o Fernando Galvão

Fernando Galvão, 30 anos, licenciado em Serviço Social, portador de algumas deficiências, pede ajuda para operação e para arranjar emprego.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Tábuas de transferência Beasy Trans

Nunca experimentei estes modelos de tábuas de transferência e nem conheço ninguém que use. Mas estou curioso e com bastante vontade de saber mais.
Antes de comprar gostava de ter opinião de alguém. Se por acaso já usou deixe-nos suas impressões e opinião.

Os modelos: Beasy Trans Original, Beasy II e Beasy Glyder

Beasy Trans Original

O original Beasy, modelo de 40 polegadas é ideal para a transferência do automóvel. Comprimento maior resolve transferências em áreas onde o espaço não é um problema. Este modelo tem sido utilizado com sucesso na promoção ou reposicionamento de pacientes na cama.

Especificações
Compeimento: 40
Largura: 10
Peso: 4.5

Beasy II

Este modelo de 27,5 polegadas é perfeito para os pequenos espaços, especialmente transferências em WC.

Especificações
Comprimento: 27,5
Largura: 12

Beasy Glyder

O modelo de 32 polegadas BeasyGlyder é uma ótima solução para quando o braço da cadeira de rodas não é removível ou a roda é um obstáculo. A forma crescente também facilita a transferência.

Especificações
Duração: 32
Largura: 10



Fonte e mais informação: Beasy Trans





Mitos e Lendas da Fisioterapia - Uso de luvas com água na prevenção de Úlceras de Pressão


Hoje trago o resultado de mais uma pesquisa sobre Mitos e Lendas da Fisioterapia. É assim que Humberto do excelente Guia do Fisioterapeuta começa mais uma excelente e útil matéria. Desta vez desmistifica: A lenda de hoje é sobre o uso de luvas de procedimento cheias de água na prevenção de úlceras de pressão. Infelizmente uma conduta ainda bastante popular, embora ineficaz e potencialmente danosa ao paciente.

A prevenção do surgimento de úlceras de pressão é um assunto exaustivamente pesquisado pela enfermagem, e isso não é à toa não. É muito melhor prevenir do que tratar uma úlcera de pressão. Isso tanto em termos de prevenção do sofrimento e morbidade quanto de custos com a ocupação de leito, insumos e o risco de infecção hospitalar. De fato, foi uma enfermeira que me alertou sobre os riscos do uso de luvas de água cheias de ar ou água.
Mas voltando ao assunto: Não sou só eu que digo que as luvas são contra-indicadas. O Grupo de Estudos e Pesquisa em Segurança do Paciente, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP disponibiliza algumas diretrizes de prevenção e tratamento que citam claramente que o uso de luvas com água, pele de carneiro sintética, pele de carneiro natural e almofadas tipo roda d’água ou ar NÃO devem ser utilizados para aliviar a pressão.

Esta recomendação é baseada no trabalho "Using water-filled gloves for pressure relief on heels" publicado no Journal of wound care em 1993. (infelizmente não tive acesso ao original, mas conto com a descrição em uma dissertação de mestrado da USP disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-07102009-145047/pt-br.php e que segue abaixo:

O autor desta pesquisa conduziu um estudo para avaliar a pressão externa exercida sobre o calcâneo quando este era apiado em duas superfícies diferentes: O próprio colchão do leito hospitalar e sobre uma Luva de látex preenchida com 260ml de água. Esta pesquisa foi feita com 40 sujeitos de um hospital geral. A pressão média na interface com o calcâneo colocado no colchão padrão hospitalar foi de 126,5mmHg e na luva d´água foi de (pasmem!) 144,6mmHg , o que representa um aumento médio de pressão de 12, 5%. Concluindo: a luva d´água não só não cumpre o papel de alívio como aumenta a pressão sobre a região apoiada.
(Williams, C. Using water-filled gloves for pressure relief on heels. Journal of wound care. London, v.2, p.345-8, 1993)

Portanto, Senhoras e Senhores, o Mito do uso de Luvas com água na prevenção de úlceras de decúbito está Detonado/Errado.

Fonte e informação completa: O Guia do Fisioterapeuta

Boccia: Portugal parte hoje para a Irlanda onde vai participar na Taça do Mundo


Portugal encontra-se de partida para a Taça do Mundo em Belfast (Irlanda), que se vai realizar na University of Ulster, Jordanstown Campus, uma universidade de referência na área do desporto. Portugal partirá hoje, dia 18 de Agosto para a Irlanda e regressará no dia 27 do mesmo mês, certamente com uma bagagem cheia de sucessos.

Nesta Taça do Mundo de Boccia participam 33 países: México; Singapura; Austrália; Japão; Canadá, Ilhas Faroé; Grã-Bretanha; Estados Unidos da América; África do Sul; Argentina; Brasil; Hong Kong; Macau; China; Tailândia; Eslováquia; Croácia; Grécia; Eslovénia; Rússia; República Checa; Suécia; Hungria; Espanha; Portugal; Noruega; Holanda; Alemanha; Coreia; Finlândia; Colômbia; Bélgica; Irlanda.

A Taça do Mundo de Boccia terá, para além dos atletas, técnicos e acompanhantes da selecção portuguesa, outros representantes das cores nacionais, sendo que o delegado técnico da prova será Joaquim Viegas, o operador de software da competição será Gustavo Alvarim, o classificador internacional Jaime Antunes e na arbitragem teremos 3 árbitros internacionais, Aline Pereira, José Lopes e Inês Almeida. Texto: Braga Boccia

Nos dias que antecedem a participação da nossa selecção de Boccia na Taça do Mundo, a Paralisia Cerebral – Associação Nacional de Desporto (PCAND) apresenta algumas opiniões e expectativas que os nossos atletas, técnicos e acompanhantes têm em relação à competição internacional que irão disputar.

Oferta formativa da FENACERCI


Oferta formativa disponibilizada pela FENACERCI na área da reabilitação para 2011

Conheça-a aqui.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Cadeira de rodas com mudanças de velocidade automáticas


Tente dirigir um carro sempre em primeira marcha e você sentirá bem o que um cadeirante experimenta ao se deslocar pelas mais diferentes condições de piso e tráfego.

Mas você sentiria bem mais se você próprio fosse o motor.

O esforço que a cadeira de rodas exige é o mesmo, quer em um piso irregular, quer em um piso liso; e, quando deslizando suave por uma calçada desimpedida, o cadeirante continua tendo que dar o mesmo número de voltas em suas rodas.

Para tentar diminuir esse inconveniente, que se traduz em dores nos ombros para mais de 70% dos cadeirantes, engenheiros da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, acabam de criar um câmbio automático para cadeira de rodas.

Câmbio automático para cadeira de rodas

O sistema, chamado IntelliWheels (rodas inteligentes), detecta o padrão de movimentos do cadeirante e seleciona automaticamente a marcha mais adequada para cada situação.

O sistema detecta o padrão de movimento do cadeirante e seleciona automaticamente a marcha mais adequada para cada situação.

De acordo com a velocidade e a força imposta pelo usuário, o mecanismo seleciona marchas mais adequadas para subidas, descidas ou terrenos irregulares, por exemplo.

Como o objetivo era minimizar o esforço dos cadeirantes, Scott Daigle e seus colegas partiram logo para o câmbio automático, para não onerar o usuário com mais um mecanismo.

O equipamento foi desenvolvido para ser adaptado em cadeiras de rodas normais, sendo o câmbio incorporado em duas rodas, que poderão ser vendidas como um acessório e instaladas em cadeiras de rodas manuais comuns.

"Depois de conversar com usuários, nós verificamos que eles queriam algo que pudesse permitir-lhes continuar usando a cadeira com a qual se sentem confortáveis," afirmou Marissa Siebel, atleta da equipe para-olímpica dos Estados Unidos e integrante da equipe que desenvolveu o câmbio automático para cadeiras de rodas.

O equipamento está em fase final de desenvolvimento, devendo chegar ao mercado em breve. Mas informações no site www.intelli-wheels.com

Noticia enviada por José Mariano - Fonte: Inovação Tecnológica

Sabe se a sua cidade é amiga das pessoas idosas?


Organização Mundial de Saúde (OMS) identificou as características-chave para que uma cidade seja ”amiga do idoso” e preparou uma lista de verificação para cada uma das seguintes áreas:

Prédios públicos e espaços abertos,
Transporte,
Habitação,
Participação social,
Respeito e inclusão social,
Participação cívica e emprego,
Comunicação e informação; e
Apoio comunitário e serviços de saúde.

A partir destas áreas, a OMS criou uma lista de verificação, para que cada município, instituição ou cidadão possam identificar mais facilmente as áreas que estão adaptadas ou precisam de ser melhoras, para facilitar o dia a dia dos idosos e de toda a população.
A lista de verificação de características amigáveis aos idosos não é um sistema para comparar cidades. Na verdade, trata-se de uma ferramenta para uma cidade se auto-avaliar e um mapa onde possam ser anotados os progressos alcançados. Nenhuma cidade está tão atrasada para fazer melhorias significativas com base nesta lista. É possível ir além dela e existem cidades com características que vão além do indicado na lista. Essas boas práticas geram ideias que outras cidades podem adoptar.

Em Portugal, a Associação VIDA – Valorização Intergeracional e Desenvolvimento Activo deu inicio a um Projecto denominado cIDADES, que irá apresentar o conceito da OMS e aplicar a respectiva lista de verificação, a todos os municípios portugueses.

O Projecto, co-financiado pela Direcção Geral da Saúde e pela Fundação Calouste Gulbenkian, está aberto a todos os municípios, associações com interesse na população sénior, instituições académicas e pessoas interessadas em tornar as suas cidades mais amigas dos idosos.

Para mais informações contacte-nos, por email: vida@viver.org ou telefonicamente: 309992775, 934131140 ou 934 771 475

Fonte e como participar: Projecto Tio

Pais em Rede: Novos grupos de apoio emocional

Em Setembro, na segunda quinzena, vão iniciar-se os novos Grupos de Apoio Emocional (GAE).
Os pais que participaram nos primeiros grupos (que tiveram lugar em Lisboa e no Alentejo) deixam testemunhos de uma partilha com uma importância inequívoca nos seus percursos de vida.

Poderá inscrever-se nos próximos grupos (participação totalmente gratuita) que irão ter lugar em:

LISBOA
PORTO
VISEU
VILA REAL
ALGARVE

Programa ee mais informação: Movimento Pais em Rede

Fonte: Aromas de Portugal

terça-feira, 16 de agosto de 2011

5º Festival Internacional de Cinema Sobre Deficiência no Rio de Janeiro


O festival reúne produções nacionais e internacionais sob uma nova ótica: a da inserção social das pessoas com deficiência. A única mostra brasileira dedicada ao tema, traz 28 filmes de 12 países com abordagens e estéticas variadas, curtas, médias e longas-metragens nas categorias ficção e documentário, todos com o tema da inclusão. Completam a programação, quatro debates, reunindo pessoas com deficiência, profissionais especializados, professores universitários ediretores de cinema.

O festival também oferece todas as acessibilidades, como: audiodescrição, catálogos em Braille, legendas Closed Caption, interpretação em LIBRAS nos debates e salas de cinema acessíveis a cadeirantes.

Centro Cultural Banco do Brasil, Rua Primeiro de Março, 66, Centro (3808-2020). Cinepasse: R$ 6 e R$ 3 (meia-entrada). Credencial que dá direito a ver todas as sessões da mostra (mediante retirada de senha 30 minutos antes de cada sessão e sujeito à lotação).

Até 28 de agosto. A partir do dia 23 de agosto também nas unidades Sesc de Ramos e Madureira.

Fonte e programa completo: Jornal do Brasil

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Mitos e Lendas da Fisioterapia - Exercício de apertar bolinha após um AVE/AVC


O grande problema de se entregar uma bolinha para uma pessoa que sofreu AVE ficar apertando é que este não é um exercício inofensivo. O AVE manifesta-se frequentemente por alterações do tônus e do controle motor voluntário. Nos membros superiores predomina o chamado padrão ou sinergia flexora, caracterizado por hipertonia dos principais grupamentos flexores gerando uma postura em adução e rotação interna do ombro, flexão do cotovelo, pronação do antebraço e flexão dos dedos.

De modo geral, este padrão permite ao paciente um certo controle sobre os músculos flexores (tanto que eles conseguem apertar a bolinha) porém existe grande dificuldade para conseguir abrir a mão, seja devido a espasticidade agindo como antagonista ao movimento extensor, seja por incapacidade de ativação dos músculos extensores.

Em ambos os casos, o fortalecimento dos músculos flexores de punho e dedos não contribui em nada para a recuperação do controle dos movimentos da mão. Na verdade, estes exercícios podem aumentar ainda mais a espasticidade e resultar em encurtamento muscular e deformidade da mão, dificultando a higiene, o posicionamento e a recuperação dos movimentos.

Portanto, considerem o mito de que apertar uma bolinha ajuda na recuperação de movimentos de uma pessoa com AVE como DETONADO (ERRADO).

Fonte e informação completa: O Guia do Fisioterapeuta

Primeiro tetraplégico do mundo a saltar de paraquedas

Fabinho Fernandes é cadeirante e praticante de Esportes Radicais.
É o primeiro tetraplégico do mundo a saltar de paraquedas.
Tem um Projeto Social chamado "Praia para Todos" que foi mostrado na novela Viver a Vida.
1ª parte:

2ª parte:

sábado, 13 de agosto de 2011

Morreu tetraplégica que dias atrás casou na cama do hospital


Lembram-se?

Infelizmente, Rosycler Iadoccico Neves, 61, que se casou com seu companheiro de mais de 20 anos no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (313 km de SP) no último dia 30, morreu no domingo (7) vítima de uma parada respiratória.

Portadora de doença degenerativa neurológica, ela vivia numa cama do hospital desde fevereiro e respirava com o auxílio de aparelhos. Como não conseguia falar, Rosy se comunicava apontando letras numa placa.

O casamento, realizado no último sábado de julho, teve bênção de um pastor e enfermeiros e médicos como convidados.

Fonte: Folha.com

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Festa Solidária pelos Mergulhadores Especiais com DJ Rocky G


Festa Solidária pelos Mergulhadores Especiais

O Restaurante Waves na Praia do Ancão, Faro, vai receber no próximo dia 18 de Agosto uma Festa Solidária com a participação especial da DJ Rocky G que está a apoiar este evento.

Com organização da empresa You Are One, esta festa tem como objectivo a angariação de fundos para compra de equipamentos de mergulho adaptados a pessoas portadoras de deficiência, mostrando que o mergulho é para todos e tem benefícios muito especifícos para a melhoria do bem-estar psiquico e físico destas pessoas.

O Projecto Mergulhadores Especiais da DDI (Disabled Divers International) Portugal tem como objectivo a integração social das pessoas portadoras de deficiência, a sua reabilitação e condição de um ser com direito a ser igual a todos os outros.

O jantar, facultativo, tem a assinatura do Chefe Chakall e após o desfile de moda com a loja Chocolate Fashion, começa a festa com a DJ Rocky G.

Uma quinta-feira diferente que promete aquecer a noite Algarvia, juntando o divertimento ao calor de sermos solidários. A frase é feita mas... No fundo... Somos Iguais!

Enviado por e-mail.