Tabus sobre a sexualidade na deficiência

Nós enquanto deficientes, para além das nossas limitações fisicas, somos tantas vezes discriminados pela sociedade de diversas formas, uma delas é a nível da sexualidade, pois infelizmente a sociedade ainda tem muitos tabus sobre a sexualidade na deficiência

Sexo, sem entrarmos com malícia, é um assunto mto pouco discutido abertamente, mas deveria de o ser, mesmo em família, entre amigos ... pois trata-se de uma dimensão do ser humano que nos completa .... !
Falar sobre o sexo, irá ajudar a desmistificar os maiores preconceitos e ideias feitas à volta do sexo, dos comportamentos sexuais e do amor .... !

Alguns dos tabus sobre a sexualidade na deficiência:
1. Os Deficientes são assexuados (indiferentes á prática sexual)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Assexualidade
2. Os Deficiente são hiperssexuados (que é oposto de assexuados)
3. Os Deficientes são pouco atraentes, e incapazes de manterem um relacionamento amoroso e sexual
4. Os Deficientes que não conseguem usufruir do sexo normal, têm disfunção sexual
5. A Reprodução para deficientes é problemática

Estes são apenas alguns dos tabus sobre a sexualidade na deficiência, pois existem mtos mais .... !

Vamos começar por os desmistificar
1. Os deficientes são assexuados
Isto está directamente ligado à crença de que estas pessoas são dependentes e infantos, e portanto não seriam capazes de usufruir de uma vida sexual activa, esta crença está totalmente errada !
Aliás também entre os ditos normais, existem assexuados e portanto não é típico dos deficientes em geral, embora possa isoladamente existir um ou outro caso de assexualidade .... !
Geralmente, as funções e desejos eróticos estarão potencialmente preservados e não deveriam ser negados quando há algum tipo de limitação ou deficiência !
A deficiência não deve ser sinónimo de assexualidade, mas deve ser encarada com normalidade, como qualquer outra pessoa !

2. Os Deficientes são hiperssexuados
Diante do fato de que recebem poucas informações sobre sexualidade e têm poucas oportunidades de socialização, a expressão considerada inadequada dos desejos sexuais nas pessoas com deficiência, refere-se à manifestação da sexualidade de um modo grosseiro que não correspondente às regras sociais e isso prejudica a imagem que as pessoas têm do deficiente que os colocam como dotados de uma sexualidade atípica.
É prondamente errado pensar que apenas os ditos normais podem ter relações sexuais normais, os deficientes tb o podem ter, porque os órgãos genitais dos mesmos tão em geral, em tão boas condições como os dos ditos normais !

3. Os Deficientes são pouco atraentes, e incapazes de manterem um relacionamento amoroso e sexual
Infelizmente as pessoas dão mais valor à aparência do que aos sentimentos, e nós os deficientes acabamos para ir logo para a lista negra, pois em geral só seleccionam as que têm boa aparẽncia, e daí pensam que deduzem o resto mas tão redondamente enganadas .... !
Porque por vezes as pessoas com boa aparência têm fraco interior, e as que têm um interior lindíssimo por vezes têm fraca aparência, já o ditado dizia "As aparências iludem"
E tal como as ourtras pessoas são capazes de manterem um relacionamento amoroso e sexual, neste ponto os deficientes não são excepção, eles têm sentimentos, conseguem amar e terem relações sexuais com toda a naturalidade .... !

4. Os Deficientes que não conseguem usufruir do sexo normal, têm disfunção sexual
A deficiência pode até comprometer alguma fase da resposta sexual, mas isso não impede a pessoa de ter sexualidade e de vivê-la prazerosamente
As disfunções femininas, como a falta de lubrificação vaginal e as masculinas, como a disfunção erétil e, em ambos os sexos, a anorgasmia e inibição do desejo, em geral, podem representar sentimentos de culpa relacionados ao sexo-prazer, uma história repressiva e moralista em relação à sexualidade, à afetividade e à vida sexual que dificultam o aprendizado de sensações satisfatórias em relação ao corpo, independentemente de se tratar ou não de uma pessoa com deficiência.
Outro conceito normativo comum é a idéia de que sexo é uma atividade espontânea, algo que vem naturalmente como o amor verdadeiro. Isso também afeta a todos que buscam a satisfação sexual a partir modelos idealizados e mediáticos. No caso de pessoas com deficiência que, muitas vezes, para as relações sexuais, precisam realizar o planejamento e as adequações do ambiente e isso se torna um problema ainda maior porque nessas condições o sexo não será nunca espontâneo; isso, no entanto, não inviabiliza a possibilidade de sentimentos de prazer e satisfação sexual.

5. A Reprodução para deficientes é problemática
Em muitos casos, a deficiência pode prejudicar a vida reprodutiva, havendo redução da fertilidade ou problemas correlacionados, mas a infertilidade não torna nenhum ser humano assexuado e nem impede a possibilidade de manter vínculos afetivos e sexuais prazerosos e satisfatórios . De qualquer forma, muitos casais não deficientes também têm dificuldades para ter filhos e podem, assim como as pessoas com deficiência, optar por não ter filhos ou por recorrer à adoção se desejarem exercer a maternidade e a paternidade.
Além disso, é importante comentar que nem sempre a deficiência é hereditária. Há casos de filhos(as) de pessoas com deficiência que nascem sem a deficiência e outros em que há a probabilidade de descendentes com deficiências. De qualquer forma, o aconselhamento genético poderia ajudar as pessoas na decisão de ter ou não filhos, porque um ou os dois progenitores terem alguma deficiência.

Alguns artigos interessantes para consulta e reflexão:

Desfazendo mitos sobre a sexualidade e deficiência - do blog do nosso facecido amigo MAQ
http://www.bengalalegal.com/desfazendo-mitos

O Sexo e a deficiência: Muitos morrem virgens ou recorrem à prostituição
http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=3150945#Commen...

100 Tabus, um excelente programa que dá todos os sábados à noite na SIC Mulher sobre a sexualidade, mto interessante ;-)
http://sicmulher.sapo.pt/programas/100_Tabus/

Pronto, agora tá aberto o debate :-)
Exponham as vossas ideias, comentários, opiniões ...
Por jfilipe - Fonte: Lerparaver

Comentários

  1. O sexo é parte integrante do ser humano e numa relação faz sempre sentido ainda que uma das pessoas possa ser deficiente motor. Apesar do grau de satisfação não ser o mesmo a sexualidade mais do que genital é cerebral e a excitação também.É importante um casal ter os seus momentos íntimos de entrega e amor. O sexo é uma manifestação física de um desejo interior e perfeitamente compreensível independentemente da deficiência. Se sonhamos com sexo também o podemos ter na nossa vida pois é algo natural e importante para a nossa saúde mental.

    ResponderEliminar
  2. Totalmente de acordo.
    Infelizmente ainda existem muitas barreiras, principalmente mentais, quando o tema sexo envolve deficiência.
    Obrigado pelo comentário

    ResponderEliminar

Enviar um comentário