Tenho a grua de transferências avariada. E agora?

Minha grua de transferências avariou. Loja fechada para férias até dia 25. Na cama não quero ficar. Tentei aluguer de uma idêntica e contato empresas que publicitam aluguer:  "Prós Avós", avisam-me que só alugam na região Norte. Quis saber as razões, quem me atendeu informa que vai passar o telefone ao patrão, patrão informa que só têm uma grua, mas que até dia 30 está alugada, outra razão para não alugar fora daquela região é devido aos custos serem maiores.
Ligo para a "Sul Care", sou interrompido pela telefonista a pedir para falar mais devagar porque era alemã e não entendia português. Perguntei, desta vez quase a soletrar, informa-me que só alugam material ortopédico na região do Algarve, pergunto porquê, e pede mais uma vez para falar devagar, fi-lo e respondeu que alugar para outros lugares seria muito caro. Disse-lhe que dinheiro não seria problema porque seguro pagaria, volta a pedir para falar devagar, mas a vontade era pouca para alugar a grua. Agradeci e desligo.

Tento A "Loja do avô", informam-me que não alugam material ortopédico, pergunto porque razão o publicitam no seu site, responde que só alugam uma cadeira de rodas.

Ligo para a "Idade", avisam que alugam, mas que vão passar para a Dra que me informa que neste momento não têm nenhuma grua, e mesmo que a tivessem a funda/cesta não seria a adequada para carregar tetraplégicos. Entretanto empresa vendedora do material já me ligou a avisar que vai encomendar uma nova bateria e um carregador ao fornecedor. E enquanto grua não funcionar? Da última vez que avariou (2 vezes em 6 meses) substituíram-me a avariada por uma grua Sunlift 175 E da Sunrise e com uma cesta/funda não tão prática mas muito competente também. Agora encontram-se de férias...lá terei eu de pedir ajuda a dois para realizar transferências através da tábua. Tensão arterial não me tem permitido grandes esforços.

Tudo isto para dizer que os Produtos de Apoio que Estado tanto complica na atribuição, são fundamentais nas nossas vidas. Nossas vidas já são complicadas o suficiente sem eles, imaginem sem. Eu fico desesperado. É a diferença entre ficar acamado, poder circular na cadeira de rodas, e continuar a minha vida. Quem diz grua, diz cadeira de rodas, tábua de transferências, etc

Eduardo Jorge

Comentários

  1. Eduardo estou tetraplégico prestes a casar e minha maior dificuldade é a transferencia. Fiquei interessado nesse aparelho da foto. Onde encontro para comprar? Por favor me responda vai me ajudar muito. Meu email é rafaelrodri_866@hotmail.com

    ResponderEliminar

Enviar um comentário