Estado paga deslocações de doentes com incapacidade permanente a partir de junho

A partir de 1 de junho, o Estado vai pagar o transporte não-urgente de doentes com incapacidade física igual ou superior a 60 por cento e de doentes com insuficiência económica comprovada. 

Além do transporte em ambulância, também passa a ser pago o transporte em veículo ligeiro.

Comentários

Enviar um comentário