Carrinho de compras adaptado Wi-Go

O projecto português, desenvolvido por alunos de mestrado em Engenharia Informática da Universidade da Beira Interior (UBI), chamado WI-GO, um carrinho de compras autónomo que segue o dono nos supermercados com o objectivo de apoiar pessoas com mobilidade reduzida, alcançou o terceiro lugar na final mundial do concurso da Microsoft.

O protótipo, já testado na SONAE, venceu o WinUBI 2011, arrecadou o 2º prémio no MIT Venture Contest e no Concurso de Ideias e de Planos de Negócio Arrisca C, em 2011, ganhou o primeiro prémio na categoria INOV C de planos de negócios.

A equipa, constituída pelos alunos Luís de Matos, Pedro Querido, Michael Adaixo e Ana Figueira, que contam com o apoio do professor Simão Melo e Sousa, criou uma tecnologia autónoma, ou seja, capaz de seguir uma pessoa deficiente motora, possibilitando-lhe carregar objectos, evitando perigos e obstáculos. A iniciativa conta com uma equipa de alunos e professores da UBI e tem como objectivos o desenvolvimento tecnologicamente avançado de sistemas inteligentes úteis para a sociedade e, em simultâneo, a geração de valor económico e social para a indústria e o mercado.

Na categoria em causa, Software Design, o concurso englobava 72 equipas que já haviam vencido anteriores qualificações nos respectivos países de origem e ultrapassado as fases de qualificação online.

A ideia do wi-GO surgiu a partir das dificuldades sentidas por Luís de Matos, membro da equipa, que se desloca em cadeira de rodas. O Wi-GO está equipado com um olho digital Kinect, da Microsoft, usado sobretudo pela consola de jogos da marca, e que memoriza a imagem do utilizador em cadeira de rodas, seguindo-o por todo o lado – graças também a um motor que lhe dá autonomia de movimentos.

Outra equipa da UBI, a Red Phoenix Studios, participou na categoria de jogos com Clean World, chegando ao grupo dos 10 semi-finalistas. Estes dois grupos da UBI foram as únicas representantes nacionais na final mundial da Imagine CUP, que decorreu em Sidney, na Austrália, entre os dias 6 e 10 de Julho.

A iniciativa juntou 107 equipas de estudantes que, em todo o mundo, venceram provas locais com invenções produzidas com software ou equipamento da Microsoft. Os trabalhos em competição foram avaliados por painéis que envolvem cerca de 60 júris de vários países, incluindo Portugal

Fonte e video: Ciência Hoje

Comentários