Paraplégico preso num 3º andar

Olá chamo me A... tenho 24 anos Vivo na serra das minas na localidade de sintra rio de mouro...escrevi esta carta a contar a minha historia.

Vivia em no barruchal de manique depois mudai me para serra das minas para uma casa melhor quando vim viver para serra das minas começai a tirar um curso de mecanico em mira sintra e aos 18 anos de idade tive um acidente de mota qual ficai paralégico ah 5 anos que estou assim vivo no 3 andar sem elevador e pa poder sair tenho que depender sempre de alguem da familia oh amigos e nem sempre tenho gente em casa oh meus amigos me pdem ajudar e muito perigoso e muito cansativo pa quem me sobe nem sempre tenho a familia em casa oh os amigos me pode me vir ajudar aonde e vivo não tenho amigos porque os meus amigos ficaram em manique eu sozinho não consigo dexer sozinho tenho de depender sempre de alguem pa decher e subir 65 degraus vivo com os meus pais e com a minha irmã e nem sempre ta gente em casa pa me ajudar a sair quando me apetece sair para algum lado tenho que esperar que alguem chegue a casa oh me venham buscar.

farto de viver assim tenho 24 anos queria ser idenpente ter uma casa minha familia ter carta carro quero trabalhar voltar a estudar seguir com minha vida pa frente mas a viver no 3 andar fico ensulado em casa a espera que alguem chegue para poder sair de casa já a 5 anos que espero de uma resposta de uma casa e nada um dos meus sonhos eram ter uma casa ao pé dos meus amigos ter carta e carro poder fazer a minha vida sem depender de ninguém.

Comento: desolador ver que ainda existem estas crueldades no nosso país. Até quando continuarão a ignorar-nos? Este rapaz é prisioneiro na sua própria casa. Sabem porquê? Porque cometeu o crime de ser paraplégico. 

Comentários

  1. Como eu entendo esse rapaz!!!! Também fui prisioneira anosssss na minha propria casa! A cadeira de rodas n cabia em cumprimento no elevador, na entrada do predio havia 5 grandes degraus, e para sair pela garagem tinha q se colocar uma chave no elevador! Minha mae tinha q ir dar aulas, meu pai ia p a formaao no Crpg. De manha era sempre minha mae q fazia essa ginastica comigo para ir para Crpg. De tarde era meu pai. Uma vez o condominio n pagou o elevador e quem pagou as contas fui eu...q fiquei presa! Os inquilinos n queriam pagar, claro...n lhes fazia falta! Vive assim 5 anos, sei bem o que é! Quem puder ajude esse rapaz!!!
    Carol

    ResponderEliminar
  2. É horrivel Carol, só mesmo quem passa pelas coisas as consegue entender de outra maneira. É muito triste estas coisas continuarem a acontecer. Estamos presos á cadeira e não só.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  3. Penso que uma forma de ajudar esse rapaz seria através de programas televisivos diários, na rtp, sic ou tvi. Quem sabe dessa forma quem tivesse meios o pudesse ajudar de alguma forma. Acho que se ele consentisse se deveria levar o seu caso aos programas da Fátima Lopes ou Júlia pinheiro,por exemplo.Mas para isso é preciso que ele deixe o seu caso ser exposto na tv. Beijo e coragem de uma andante...até agora, pois nunca se sabe.Elas acontecem quando menos se espera.Daí o meu respeito e admiração por todos! Beijo da Maria

    ResponderEliminar
  4. Aqui fica a sua sugestão.
    Obrigado pelo comentário.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário