SURFISTA TETRAPLÉGICO

Numa cadeira de rodas desde que ficou tetraplégico e a viver cada dia como se fosse o último, Nuno Vitorino começou há um mês a praticar surf e pretende levar jovens deficientes a entrar para a modalidade.

Nadador paraolímpico até há quatro anos, Nuno Vitorino, de 32 anos, continua a demonstrar que, com grande força de vontade, se podem transpor a maioria dos obstáculos. Praticar surf mesmo para quem aos 18 anos passou a viver numa cadeira de rodas é um deles.

"Numa cadeira de rodas a pessoa é obrigada a estagnar um pouquinho e eu sempre trabalhei para que isso não acontecesse, desde ser atleta parolímpico até [fazer] surf, e não vou parar por aqui porque adoro fazer desporto".

O acidente retirou-lhe a possibilidade de praticar bodyboard, mas não a vontade de fazer desporto. Ao fim de quatro idas ao mar com a prancha de surf, Nuno sente-se a progredir e na tarde de Sábado no Lagido até arrisca fazer um "tubo", a manobra que todos os surfistas anseiam conseguir fazer.

Contudo, este jovem informático na Câmara Municipal de Lisboa tem sobretudo como objectivos "saber que é capaz" e "mudar mentalidades".

"De certeza que estou a mudar mentalidades das pessoas que vêem que o jovem que está na prancha é o dono da cadeira de rodas", frisou, lamentando que o surf não conste ainda das actividades paraolímpicas.

Apesar de reconhecer que "não é normal uma pessoa em cadeira de rodas praticar surf", Nuno Vitorino conta com a ajuda dos amigos para ultrapassar alguns pormenores, como conseguir meter-se em cima da prancha.

Disposto a alargar a sua experiência, o desportista e vários amigos, todos da zona de Lisboa, criaram um projecto "ESTADO LIQUIDO" destinado a "levar outros jovens com deficiência a ter uma prática regular de surf".

A ideia é ajudar essas pessoas a superar as suas limitações e apoiá-lo sempre que quiserem entrar no mar, mas sem esquecer que a "prática do surf envolve alguns cuidados".

Veja o vídeo e noticia completa no expresso

Comentários

  1. Olá Eduardo!

    Adorei essa matéria!
    O Nuno é mais que um exemplo de superação!
    Gostei muito quando ele disse que: "saber que é capaz" e "mudar mentalidades". A prática de surf é a prova de que ele é uma pessoa muito sábia, capaz e que irá mudar muitas mentalidades preconceituosas que existem nesse mundo afora.

    Abraços e fique bem!
    Vera

    ResponderEliminar
  2. Vera, mas importantíssimo e de louvar é a ajuda incondicional que tem dos amigos.

    Nós dependentes sem ajudas e disponibilidade pela parte de outros quase nada podemos.

    Também fico muito feliz quando vejo estes exemplos.

    Fica bem.

    ResponderEliminar
  3. Olá Eduardo.
    Somos um grupo de alunas que frequenta o 12ºano na Escola Secundária de Fafe. No âmbito da disciplina de Área de Projecto, optámos por desenvolver vários temas, implícitos em diferentes e emocionantes histórias de vida.
    Sendo assim, gostaríamos de convidar Nuno Vitorino para fornecer o seu testemunho que integraria o nosso projecto.
    Estamos com algumas dificuldades em encontrar o seu contacto. Tem possibilidade de nos facilitar esta tarefa?
    Se o conseguir fazer, por favor contacte-nos:
    tixa23@hotmail.com

    Com os melhores cumprimentos,
    Pel’o grupo de trabalho,
    Patrícia Magalhães

    ResponderEliminar
  4. O contacto do Nuno é: vitorinonuno@hotmail.com

    Boa sorte para o projecto

    ResponderEliminar

Enviar um comentário