Piora médica baleada três vezes pelo pai


O estado clínico de Diana Santos – a jovem médica de 26 anos baleada três vezes pelo pai, faz hoje uma semana – piorou. Segundo contou ao CM uma fonte próxima da família, "a bala alojada no pescoço apanhou-lhe a traqueia, que começou a inchar".

"Ela não conseguia respirar e os médicos tiveram de abrir-lhe um buraco na garganta", disse. O procedimento chama-se traqueostomia. O orifício na traqueia permite-lhe respirar por um tubo. Anteontem, a médica foi ainda operada ao abdómen: a segunda bala atingiu o baço. "Ela está muito mal, só mexe os olhos", lamentou. Diana foi baleada pelo pai três vezes no último sábado – por o mesmo não aprovar o namoro da jovem – e está tetraplégica. O Hospital Garcia de Orta, onde está internada, não está autorizado a comentar o estado clínico. "Acredito em Deus", disse a mãe ao CM, recusando prestar mais declarações.

Fonte: CM

Comentários