Lar residencial para pessoas com deficiência nasce em Sobrosa

Um projecto “pioneiro” na região – um lar residencial para pessoas com deficiência – foi, este domingo, apresentado em Sobrosa, Paredes. Com custo aproximado de 350 mil euros e capacidade para 14 utentes, esta ideia da Obra de Assistência Social da Freguesia de Sobrosa foi candidatada ao PRODER e receberá a comparticipação máxima (cerca de 200 mil euros). Ainda assim, sustenta André Santos, responsável pela IPSS, serão necessários mais apoios, não só da comunidade paredense mas da valsousense – já que a obra tem carácter regional – para por o edifício em pé, equipá-lo e completar os arranjos exteriores.

Para isso, foi também lançada uma campanha de angariação de fundos, cujo rosto é o jornalista paredense e pivô do Jornal da Tarde da RTP, Carlos Daniel.

Presente na iniciativa, a vereadora da Acção Social, Hermínia Moreira, disse que a Câmara está comprometida com este projecto, adiantando que a autarquia atribuirá à obra uma verba de 50 mil euros.

A arquitecta Ana Loureiro enumerou todas as valências do edifício, com capacidade para 14 utentes com idade superior a 16 anos, que, "pela sua condição, não possam viver no meio familiar de forma permanente ou temporária". O Lar será implementado perto do centro da freguesia. O alojamento é complementado por serviços de apoio e de ocupação da vida diária, desenvolvendo a autonomia e apoiando a integração social e escolar.
Fonte: O Verdadeiro Olhar

Comentários